João Pessoa, 24 de outubro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Fenômeno

Comentários:
publicado em 02/04/2012 às 16h44

A performance da deputada Daniella Ribeiro nas pesquisas é de causar inveja e rebuliço na ágora campinense. O desempenho surpreende porque a pré-candidata está desatrelada e desfavorecida das máquinas municipal e estadual, como são os casos de Tatiana Medeiros e Romero Rodrigues, respectivamente.

Na dianteira dos números tanto nas consultas espontâneas quanto nas estimuladas e com baixa rejeição, a deputada do PP lidera ainda no cruzamento dos votos e amealha o maior número de seguidores no quesito segunda opção. Fator que sinaliza simpatia dos mais diversos segmentos eleitorais pelo seu nome.

Se tudo isso fosse pouco, é também um “produto” fácil de vender, do ponto de vista do marketing. Inegavelmente, a pupila da família Ribeiro detém postulação viável e capilaridade em todas as estratificações do eleitorado. Esses ingredientes bastam? Não. Mas neles está embutido um fenomenal pontapé para quem se apresenta “solteira” e sem padrinhos nesse processo.

Se for capaz de romper, de fato, a veiacampinista de sentir a política similar à paixão e rivalidade nutrida entre raposeiros e galistas, Daniella caminha pra virar fenômeno político e quebrar paradigmas. Mas, é bom lembrar. A partida está só no início. E em Campina, tal qual no clássico Campinense e Treze, a gente só sabe como o jogo começa…

Erro –
Diferente de muita gente, acho que incide em equívoco quem releva o carisma, a aprovação da gestão e a influência do prefeito Veneziano no processo que se avizinha.

Preparo
Pecam também aqueles que subestimam o potencial da secretária Tatiana Medeiros. Informalmente, até adversários reconhecem nela qualidades para crescer nos debates.

Radiografia da rejeição
Por outro lado, a campanha da médica precisa diagnosticar o ‘vírus’ que lhe causa considerável índice (11,5) de rejeição, cujo patamar se nivela à sua própria faixa de votos, apesar de que os três principais candidatos têm patamares aproximados, a julgar pela margem de erro. Com uma diferença: eles têm o dobro de votos dela.

Tentativa de explicação
Em contato com a Coluna, o prefeito Veneziano Vital (PMDB) teorizou sobre o dado. “O índice de rejeição dela é igual aos outros dois concorrentes. Ela está entrando no processo agora. Não há extraordinária diferenciação entre as três candidaturas”.

Adversários estagnados
Veneziano preferiu se apegar ao que enxerga como “crescimento de Tatiana três vezes superior aos números anteriores”. E alfinetou: “Enquanto isso, os outros candidatos mantêm-se com números inalteráveis. Eles não saíram dos mesmos percentuais”.

Acelerando
Empatado tecnicamente com Daniella, o deputado Romero Rodrigues (PSDB) já fala em ampliar seu leque partidário, após a pesquisa Consult. “São números crescentes”.

Calote
A Prefeitura Municipal de Campina deixa de repassar mensalmente cerca de R$ 1 milhão ao imprescindível Hospital de Trauma, segundo o diretor Geraldo Medeiros.

Impasse
De acordo com o médico, o secretário Waldson Souza tentou estabelecer por duas vezes tratativas com a Prefeitura, mas o acordo esbarra nas leprosas diferenças políticas.

Desperdício
Em Cajazeiras, o Hospital Infantil está prestes a perder R$ 5 milhões referente à ampliação que lhe dará suporte e tamanho para virar Hospital Escola da UFCG.

Negligência
O prejuízo pode se consumar, segundo a direção do Hospital, por falta de uma simples escrituração que vem sendo negligenciada pelo prefeito Carlos Rafael (PTB).

Nova fase
O vereador Bruno Farias (PPS) avisou que após a Semana Santa a pré-campanha de Bandeira entra na fase de estruturação, conceituação de marketing e mídias sociais.

Retiro
A deputada Nilda Gondim (PMDB) preferiu comemorar seu aniversário, sexta passada, perto da família, mas longe de Campina. O jantar com os filhos foi na distante São Paulo.

Litígio –
Recém-separado, o deputado Toinho do Sopão (PTN) participou da primeira audiência com sua ex-mulher no processo de partilha de bens. Ela não engoliu ficar só com a sopa.

Queda –
O trabalho do coronel Souza Neto, operoso comandante do 2º Batalhão, começa dar resultado. Em março, foi registrada uma queda de 27% dos homicídios em Campina.

Feriadão
Portaria baixada pelo presidente do TRT, Paulo Maia, suprime o expediente na Semana Santa a partir de quarta-feira (4), período no qual o TRT fecha suas portas ao público.

PINGO QUENTE“Não adianta partir em alto vapor e chegar cansado”. Do deputado Romero Rodrigues (PSDB) sobre os números da recente pesquisa Correio/Consult em Campina Grande.
 

*Reprodução do Jornal Correio da Paraíba

Leia Também