João Pessoa, 28 de abril de 2017 | --ºC / --ºC 05:32 - 2.6 | 11:41 - 0.0 | 17:58 - 2.6 $ Dólar 3,17 - € Euro 3,45

ÚltimaHora

Administrador, pós-graduado em Planejamento Operativo, já atuou na administração pública federal, estadual e municipal. Ocupou por três mandatos o cargo de presidente do CRA-PB e de diretor do Conselho Federal de Administração. Desde 1993 exerce as funções de Diretor Executivo da AETC-JP. Contato: diretorexecutivoaetc@yahoo.com.br

RC, CP e a passarela

Comentários:
14/01/2013 às 11h14
A- A+

A cada vez que escrevemos apenas as iniciais RC, logo se pensa tratar-se de Ricardo Coutinho. Mas, nestes escritos, não! Reportamo-nos ao empresário Roberto Cavalcanti, presidente do Sistema Correio de Comunicação.

Quanto às inicias CP, não é referência ao jornal Correio da Paraíba, não! É ao nosso sempre professor (que nos deu aulas no curso de administração da UFPB) Carlos Pereira de Carvalho e Silva, atualmente superintendente do DER-PB.

E relativamente à “passarela” que compõe o título destes escritos, referimo-nos à do trecho da estrada de Cabedelo, em frente à entrada/saída do Núcleo Residencial Renascer. Sobre essa passarela nosso RC (Roberto Cavalcanti) escreveu no Correio da Paraíba da quinta-feira 10 de janeiro corrente dizendo o seguinte: “Dentro da Capital, mais um exemplo da nossa inconseqüência: as obras de uma singela passarela metálica, sustentada por quatro pilares de concreto, estão em construção há um ano, transformando um percurso de apenas quinze quilômetros em um pesadelo que pode se arrastar por horas a fio”.
O artigo de RC teve por título “Verão congestionado” em que destaca a lentidão das obras públicas, exemplificando com as da duplicação da BR-230 no trecho João Pessoa/Recife e a construção da passarela na mesma BR-230 entre a Capital e Cabedelo.

Especificamente sobre a passarela do Renascer já escrevemos algumas vezes, a penúltima delas no mês de agosto do ano passado chamando a atenção de que as obras, conforme indicado na própria placa governamental lá instalada, foram iniciadas em 2/4/12, estipulando um prazo de 180 dias para sua conclusão (seria até 2 de outubro). Entretanto, já antes do término daquele prazo o DER-PB, por seu superintendente, nosso CP, informou que, em face de imprevistos de ordem técnica, houvera uma prorrogação de 90 dias (seria até 2 de janeiro corrente). E nosso CP elegantemente nos informara que a idéia inicial era a de que já no São João de 2012 pudesse inaugurar a passarela, o que não foi possível, mas que nas festas do ano novo esperava tal acontecer… o que também não foi possível.

Agora, porém, nosso CP “apressa-se” em nos ponderar que não lhe pergunte o novo prazo!… É que nosso CP, tão diligente, comprometido e competente como é com a “coisa pública”, já enfrentou várias surpresas – casos fortuitos – em relação às obras da passarela do Renascer e prefere brincalhonamente perguntar: “Será que estejam concluídas no carnaval?”.

Ousamos responder e também dizer ao nosso RC (Roberto Cavalcanti): – Pensamos que ainda não, e que alguns dias depois, sim, porque temos constatado diariamente (em nosso passar pela BR-230) que há trabalhadores atuando e a passarela começa mesmo a ter forma!”.
 

Leia Também

A passarela, agora, vai!

A cada vez que escrevemos apenas as iniciais RC, logo se pensa tratar-se de Ricardo Coutinho. Mas, nestes escritos, não! Reportamo-nos ao empresário Roberto Cavalcanti, presidente do Sistema Correio de […]

A preocupação de RC

A cada vez que escrevemos apenas as iniciais RC, logo se pensa tratar-se de Ricardo Coutinho. Mas, nestes escritos, não! Reportamo-nos ao empresário Roberto Cavalcanti, presidente do Sistema Correio de […]