João Pessoa, 28 de junho de 2017 | --ºC / --ºC 01:09 - 0.4 | 07:34 - 2.4 | 13:49 - 0.4 | 20:04 - 2.2 Dólar 3,30 - Euro 3,75

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Ricardo versus Veneziano

Comentários:
publicado em 25/05/2013 às 11h25
A- A+

Aos poucos, em que pese à distância ainda quilométrica da eleição de outubro de 2014, o governador Ricardo Coutinho e o ex-prefeito Veneziano Vital vão polarizando o debate político na Paraíba, cada qual ora cutucando, ora reagindo às provocações e críticas mútuas.

Um dia antes de Ricardo desembarcar ontem para agenda oficial em Sousa, Terra dos Dinossauros, Veneziano ocupou a imprensa local e fez iguanodônticas acusações à gestão do socialista. Não poupou sequer o inovador mecanismo do Orçamento Democrático, que capta prioridades apontadas pelas populações das regiões.

Nas pegadas de Veneziano, Coutinho revidou a operação de desconstrução. Inquirido pela imprensa local, Ricardo virou um tiranossauro na resposta: “Ele acha que a OD não serve para nada. Não serve para nada porque não serve aos interesses dele”, reagiu o socialista no estilo “pode vir quente que eu estou fervendo”.

No dia anterior, Veneziano havia acusado ausência no governo atual de uma política arrojada de atração de investimentos vitais ao desenvolvimento da frágil economia paraibana. Ricardo não deixou por menos: descreveu o adversário como um jovem de uma “mente completamente ultrapassada”.

Em Sousa ou em qualquer outra parte, os dois vão repetir essa pisada até o embate estadual vindouro. Veneziano chamando Ricardo pro terreiro e deixando rastros no vale da pré-campanha e o governador, no revide, apresentando dados para no comparativo defender sua gestão e convencer o eleitor de que os peemedebistas são o que há de mais ‘jurássico’ na política da Paraíba.

Justiça
Veneziano escalou seu advogado Luciano Pires para impetrar ação no TRE acusando o governo de utilização de programas jornalísticos da Rádio Tabajara, emissora oficial do Estado, para propaganda política extemporânea.

Rede
Na peça endossada pelo PMDB, Pires assevera que os programas veiculados na Rádio Tabajara e em mais de vinte emissoras da cadeia estadual “revelam, irrefutavelmente, a configuração de propaganda eleitoral prematura”.

Procurador lembra o ‘verão passado’
Acionado pela Coluna, o procurador-geral do Estado, Gilberto Carneiro, comentou a denúncia inicialmente com uma pergunta desconcertante: “Quem criou o ‘Palavra do Governador’”, indagou Carneiro, em referência ao radiofônico do Governo Maranhão, famoso pela apologia que massificou a marca de ‘mestre de obras’ do então governador.

Vazia
Para Carneiro, pelo estilo e atitudes do governador, a denúncia não pega. “O Jornal A União, por exemplo, não mostra uma foto do governador. Como gestor, Ricardo Coutinho sempre combateu a promoção pessoal…”.

Histórico
“Quando ele (Ricardo) assumiu acabou a tradicional logomarca da Prefeitura e substituiu pelo brasão. Ele instituiu a TV Cidade de João Pessoa e nunca deu sequer uma entrevista na emissora”, pontuou Gilberto.

Histórico II
O procurador-geral do Estado citou outro exemplo da postura adotada pelo governador que refuta denúncia feita pelo PMDB. “Em todas as repartições públicas do Estado não se encontra uma foto do governador”, frisou.

Jornalismo
Quanto aos programas citados na ação peemedebista, Carneiro disse que os apresentadores, no contexto jornalístico, não podem omitir fatos, informes e notícias que eventualmente envolvam o governador.

Aguardo 
“Estamos absolutamente tranquilos. A defesa será no âmbito eleitoral. Como se trata de um processo que envolve as ações do Estado a Procuradoria vai se pronunciar assim que for notificada”, adiantou Gilberto, por telefone.

Adaptação
Gradativamente, o senador Cícero Lucena vai se moldando à realidade e deixando de nadar contra a maré. Discretamente, já admite se dobrar à vontade da maioria no PSDB, coisa que, dissidente, não fez na eleição de 2010.

Conselho
José Maranhão (PMDB) falou pela primeira vez sobre “ruídos” na relação com o sobrinho-deputado Benjamim Maranhão (PMDB): “Seria algo extremamente prejudicial à vida pública e a imagem dele deixar o partido”.

Bloco na rua
Em pré-campanha para o Senado, o vice-governador Rômulo Gouveia (PSD) programa o segundo semestre do ano para percorrer as regiões do Estado recebendo títulos de cidadania em vários municípios Paraíba afora.

Questão fechada
“Isso já foi decidido pela presidência do futuro partido”. Do deputado Major Fábio jurando que a direção nacional do MD bateu o martelo: Lídia Moura presidente na Paraíba e o ex-democrata candidato a governador.

Revitalização 
Equipamento de valor histórico e científico imensurável, o Vale dos Dinossauros foi reaberto ao público. O Governo fez intervenção de R$ 1,2 milhão no parque. O próximo passo é envolver a população na cadeia turística.

PINGO QUENTE“Ele que revisitar Casa Grande & Senzala”. Do governador Ricardo Coutinho, para quem Veneziano Vital, pré-candidato ao Governo pelo PMDB, representa o retrocesso à política colonial.
 

Leia Também