João Pessoa, 21 de novembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Beco estreito

Comentários:
publicado em 16/06/2013 às 15h59

Quando repete desinteresse em disputar pela terceira vez o governo da Paraíba em 2014, o senador Cássio Cunha Lima fala com sinceridade. Quem convive com o tucano sente que, encantado com a inserção dos grandes debates do País no Congresso, ele prefere permanecer onde está.

Mas quem é da política sabe que em sempre se é dono do destino. Cássio tem sido pressionado por muitos aliados, dos pequenos aos mais notáveis, a refletir melhor sobre o quadro. A maioria desses são deputados governistas queixosos de “desprestígio” e ditas “vítimas” de invasão de bases por candidatos da “predileção” do governador.

No último contato com um grupo de parlamentares e cabos eleitorais, Cássio ouviu, em tom de cobrança de solidariedade, que podem ser derrotados, ironicamente, pela ação de quem ajudaram a eleger em 2010, no caso Ricardo Coutinho, e pediram a intervenção do senador, não antes do apelo pela candidatura à sucessão estadual.

Esses e outros fatos deixam Cássio numa sinuca de bico: sem querer ser candidato, ele sabe que parte de sua força se deve ao tamanho do seu grupo. Se não disputar, corre risco de ver aliados não lhe acompanhando devido aos conflitos com o governo, ou derrotados, e mais tarde, consequentemente, seus adversários.

Conselheiros temem, também, que ele colabore com a reeleição de Ricardo e num segundo mandato não conte com a reciprocidade de espaços estratégicos na gestão e até apoio efetivo à sua volta. De 2014 a 2018, com passe menos valorizado, correria o risco de se fragilizar, perder musculatura, ter pouca chance de reação e ainda assistir Ricardo apostando numa candidatura do PSB. Cássio resiste, mas reflete…

Em mãos – O governador Ricardo Coutinho recebeu convite ontem para participar da conferência Watec-Israel 2013- “Tecnologia de Água e Controle Ambiental”, que será realizada nos dias 22 e 24 de outubro, em Tel Avív, em Israel.

Tecnologia – O convite, em nome do embaixador de Israel no Brasil, Rafael Eldad, foi entregue pelo diplomata israelense, Alon Davi, com quem Ricardo manteve audiência no Palácio da Redenção e discutiu parcerias em pesquisas.

Alternativa guardada na manga – Sussurra-se nos corredores no PT: o prefeito Luciano Cartaxo tem um Plano B para o irmão, Lucélio Cartaxo, superintendente da CBTU. Pra não melindrar na relação com Aguinaldo Ribeiro, Manoel Júnior, Benjamim Maranhão, Hugo Motta, Nilda Gondim e o vice Nonato Bandeira, todos de olho na Câmara Federal, o ‘mano’ disputaria a vaga que foi de Cartaxo na Assembléia.

Anotada – Cartaxo prometeu ontem fazer um esforço e investimentos em infra-estrutura nas áreas de risco e em pontos estratégicos – como a Lagoa – para que em 2014 João Pessoa sofra menos os caóticos efeitos das chuvas na cidade.

Lupa – Luciano Agra (PEN) que se cuide. O líder da oposição na Câmara da Capital, Renato Martins, contratou uma auditoria particular para esmiuçar as contas do ex-prefeito, hoje o maior desafeto do PSB, partido de Martins.

Estalo – Por que será que o diligente vereador Sérgio da Sac (PSL), autor do pedido de vistas das contas de Agra, só agora, após quatro anos de legislatura, decidiu se inteirar melhor e mais detidamente sobre contas da gestão municipal?

Álcool – “Um susto grande”. A exclamação foi do deputado Efraim Filho (DEM), vítima de acidente na BR-230, entre as cidades de Juazeirinho e Junco do Seridó. Um motorista embriagado entrou na contramão e bateu no seu carro.

Escapou – Efraim Filho saiu de João Pessoa, após desembarcar de Brasília e se deslocava até Piancó para a tradicional Missa de Santo Antônio. Não fosse a perícia do seu motorista, ao invés de missão teria terminado no próprio velório.

Novos tempos – O Tribunal de Contas tem cobrado mais rigor da Secretaria de Comunicação nos gastos com publicidade em internet. Advogado com atuação no TCE comentou: “Deve ser pra compensar um outro ‘tempo’ de muita flexibilidade”.

Pelo Brasil – Outros estados da Nação já experimentam o talento e a capacidade do multimídia Ruy Dantas, profissional de marketing, assessoria de imprensa e negócios. A Sin e a I2, do empresário, tornou-se referência entre gente graúda.

Falta definir – Presidente da Câmara de Campina, Nelson Gomes Filho ainda não sabe se fica no PRP ou se escolhe outra legenda para abrigá-lo na luta por uma vaga na Assembléia, projeto que já conta com vários apoios engatilhados.

Repercussão –  Os 30 anos do Maior São João do Mundo mereceu destaque especial em longa reportagem nessa quinta-feira no Programa da Tarde, da Rede Record de Televisão, apresentado pela badalada modelo Ana Hickmann.

Indicação – Informação que chega à Coluna: Aníbal Figueiredo, marido da superintendente da Rádio Tabajara, Duda Santos, virou secretário de Comunicação do Conde pela chancela do governo, acatada pela prefeita Tatiana Correia.

PINGO QUENTE – “Vamos fazer mais casas do que nos últimos oito anos”. Do secretário-executivo de Habitação de João Pessoa, José Mariz, cutucando, por tabela, o ex-prefeito Luciano Agra, aliado da gestão.

Leia Também