João Pessoa, 20 de janeiro de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
MUDANÇA

Afastado da Seplan, Polari recusa convite de Cartaxo para permanecer na PMJP

Comentários:
publicado em 01/12/2014 às 12h37

 O ex-secretário de Planejamento de João Pessoa, Rômulo Polari, esclareceu nesta segunda-feira (1), através de nota, sua saída da Prefeitura de João Pessoa e disse que recusou convite do prefeito Luciano Cartaxo para permanecer na gestão petista.

O professor universitário contou que ouviu de Luciano Cartaxo, em conversa no dia 24 de novembro, que a Seplan já tinha “uma boa produção” e o mesmo estava sendo convidado para outra pasta da governo municipal.

No entanto, Rômulo Polari disse que pediu um tempo ao gestor para pensar. Ele mesmo comunicou a Cartaxo, na última sexta-feira (28), o seu pedido de desligamento da Prefeitura.

“Disse-lhe que havia chegado ao limite das minhas possibilidades de participação no governo. Decidi retomar às minhas atividades acadêmicas e profissionais, paralisadas há dois anos, e concluir livros em andamento”, garantiu.

Ainda na nota, Rômulo Polari disse que deixa a Seplan com a certeza do “dever cumprido” e citou várias ações desenvolvidas pela pasta durante a sua gestão.

“Deixo um legado de contribuições relevantes para que João Pessoa tenha, nos anos 2013-2016, uma auspiciosa fase desenvolvimento”, afirmou.

Leia a nota na íntegra 

No setor público, sempre há circunstâncias ou conveniências, para justificar a motivação dos atos administrativos do gestor maior. O Prefeito Luciano Cartaxo teve comigo um diálogo compatível com o bom relacionamento pessoal e institucional.

No dia de 24.11.2014, o Prefeito me convocou para uma conversa. Falou-me sobre a reforma administrativa que estava fazendo. Disse-me que a SEPLAN já tinha “uma boa produção” e me convidou para assumir uma outra secretária do Município. Na sua visão, a proposta seria para mim um novo desafio: “dinamizar uma área do governo com desempenho abaixo do esperado”. Pedi dois dias para dar uma resposta.

Honrado com o convite, no dia 28.11.2014, apresentei formalmente ao Prefeito o meu pedido de desligamento. Disse-lhe que havia chegado ao limite das minhas possibilidades de participação no governo. Decidi retomar as minhas atividades acadêmicas e profissionais, paralisadas há dois anos, e concluir livros em andamento.

Tenho certeza do dever cumprido, à luz da minha capacidade e dos princípios constitucionais da administração pública. Deixo um legado de contribuições relevantes para que João Pessoa tenha, nos anos 2013-2016, uma auspiciosa fase desenvolvimento.
Coordenei a transição da gestão municipal anterior para a atual, com pelo menos dois importantes resultados: a) um relatório com um apurado conhecimento da realidade administrativa, orçamentária, financeira, patrimonial e operacional da PMJP, posição 31.12.2012 e b) um plano com as ações para os 100 primeiros dias do governo.

Elaborei o Plano do Governo de João Pessoa-2013-2016 apresentado à Câmara Municipal e à sociedade local. O plano contém os programas das atividades continuadas da PMJP e oito programas especiais em áreas estratégicas para o desenvolvimento sustentável de nossa Cidade.

As grandes obras estão em execução, licitação ou com projeto básico ou executivo pronto: Lagoa; Bairro São José; 8.000 Habitações Populares; Orla Tambaú-Cabo Branco; UPAS do Valentina, Cruz das Armas e Bancários; Sistema de BRT; Vias de Acesso ao Porto do Capim; Complexo de Eventos do Porto do Capim; Reserva Ecológica do Rio Sanhauá; Requalificação de Prédios Históricos e Contenção da Erosão do Cabo Branco. Há várias outras obras já implantadas, em andamento ou a iniciar.

A grande maioria dessas obras e ações foi concebida, projetada, coordenada, licitada e contratada pela SEPLAN. As demais contaram com significativa participação dessa secretaria. Tratam-se de projetos que totalizam mais de R$ 1,2 bilhão, o que é muito expressivo, para menos de dois anos de governo. Historicamente, os resultados anteriores da gestão do Município sempre foram muitíssimo inferiores.

No mais, desejo ao Prefeito Luciano Cartaxo muita sorte, felicidade e êxito do seu governo. Torço para que o meu substituto atenda às expectativas de sua excelência e, sobretudo, da sociedade de João Pessoa, tão carente de desenvolvimento e bem-estar.

 

MaisPB

Leia Também