João Pessoa, 17 de janeiro de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
PROJETO TAKES ME

Paraibano lança site de carona solidária para tentar melhorar o tráfego

Comentários:
publicado em 02/12/2014 às 09h41

Quando um cliente declarou, cerca de um ano atrás, que iria deixar de frequentar o tradicional Salão de Beleza que mantém no Centro de João Pessoa por causa da dificuldade em estacionar, o empresário Marcos Rodrigues percebeu que deveria fazer alguma coisa. Caso contrário, em médio prazo, iria acabar perdendo parte da clientela especial que se desloca de diferentes bairros da cidade apenas para utilizar os seus serviços.

Dessa conversa e da observação do empresário no trânsito da Capital, onde é comum ver motoristas sozinhos em seus veículos, surgiu o Projeto Takes Me (Me Leva, em português). Trata-se de um site de carona solidária ou, na definição do empresário, uma rede social que presta serviço gratuito para melhoria da qualidade de vida nos grandes centros.

A proposta do Takes Me é que pessoas que se conhecem e seguem para um mesmo destino rotineiramente – ruas, bairros ou instituições, a exemplo de escolas, empresas ou prédios públicos – possam pegar carona umas com as outras de forma alternada. Assim, vão contribuir para reduzir o tráfego de veículos nas ruas, melhorando o deslocamento de todos.

Marcos acredita que, com menos carros circulando, até mesmo quem utiliza transporte coletivo será beneficiado, já que o trânsito fluirá melhor, diminuindo os engarrafamentos e, consequentemente, a perda de tempo. “Leve essa ideia para a empresa na qual trabalha, para a escola ou faculdade onde estuda, para o condomínio onde reside”, sugere, com a experiência de quem já pratica carona solidária, há algum tempo, com a filha.

Um ano de pesquisa e trabalho

O Takes Me foi lançado no dia 18 deste mês após um ano de muita pesquisa e trabalho. O desenvolvimento ficou por conta de uma equipe do Centro Universitário de João Pessoa (Unipê), instituição com a qual Marcos firmou convênio. Os gastos foram pagos com dinheiro do próprio bolso. Apesar do investimento, o serviço é oferecido gratuitamente para qualquer pessoa, de qualquer lugar do país. E esse é o grande diferencial entre o Takes Me e outros sites de carona coletiva que já existem.

De acordo com Marcos Rodrigues, que também é advogado, todos os sites que disponibilizam esse tipo de serviço hoje no Brasil operam de forma ilegal porque, direta ou indiretamente, obtêm algum tipo de ganho, o que é totalmente proibido pelo Código Civil Brasileiro. “Muitas vezes, o ganho financeiro vem disfarçado, na forma de ‘doações’, o que também não é permitido pela legislação”, alerta Marcos.
Até mesmo o ato de dividir o preço gasolina é ilegal. “O Código Civil, no artigo 736, autoriza a carona desde que seja ofertada de forma totalmente gratuita, por amizade”, ressalta Marcos. Por isso, a proposta do Takes Me é que todos sejam em um momento caronas e em outros, motoristas. “Entre outras aplicações, o site funciona como um facilitador da legítima carona solidária: gratuita e recíproca”, reforça Marcos.

Como começar a utilizar o Takes Me

Para utilizar o Takes Me, a pessoa deve ser maior de 18 anos, estar devidamente habilitada para dirigir, possuir automóvel particular, não visar lucro ou vantagens pecuniárias e disponibilizar assentos nos veículos de forma alternada e compartilhada nos deslocamentos habituais. Quem se encaixar nesse perfil deve preencher um cadastro no endereço www.takesme.com.br.

O procedimento é simples e seguro. A pessoa precisa disponibilizar uma foto e informar nome e sobrenome (apelidos não são aceitos), e-mail, gênero, data de nascimento e criar uma senha. Para o cadastro ser concluído, é preciso que o usuário leia os termos de uso e, caso concorde, clicar em “criar”. Pronto. A partir daí, é só seguir para as próximas etapas para começar a utilizar o serviço.

Depois de informar o CEP e o destino, o usuário pode criar salas de bate-papo. Será nesses ambientes onde trocará todas as informações com os conhecidos com quem pretender praticar a carona solidária. “Nas salas, as pessoas podem combinar horários e destinos”, exemplifica Marcos. De forma automática, o site já agrupa pessoas situadas em uma mesma localização geográfica, mas cabe ao usuário criar ou entrar em alguma sala do seu interesse. O tutorial do Takes Me está disponível em uma fanpage no Facebook. O endereço é www.facebook.com/fantakesme

Conecte-se ao Takes Me
Site: www.takesme.com.br
Facebook: www.facebook.com/fantakesme
E-mail: contato@takesme.com.br

MaispB com Assessoria

Leia Também