João Pessoa, 25 de setembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Administrador, pós-graduado em Planejamento Operativo, já atuou na administração pública federal, estadual e municipal. Ocupou por três mandatos o cargo de presidente do CRA-PB e de diretor do Conselho Federal de Administração. Diretor Institucional do SINTUR-JP de 1993 a 2016. Consultor em Administração, presentemente exerce as funções de vice-presidente da APCA (Academia Paraibana de Ciência da Administração). Contato: diretorexecutivoaetc@yahoo.com.br

Maximiano, um Machado sessentão!

Comentários:
publicado em 06/08/2013 às 10h32

Vamos logo esclarecer de quem pretendemos falar e homenagear: claro que não é um machado de “m” minúsculo, correspondendo àquela ferramenta cortante usada especialmente para rachar lenha ou aparelhar madeira; nem é do grande pensador Machado de Assis, que nos disse que “não é amigo aquele que alardeia amizade, porque a amizade sente-se, não se diz”; também não nos referimos ao imperador romano Maximiano (Galério Maximiano), porque o Maximiano que queremos homenagear pode até ter um jeitinho de autoritário, mas, na essência, e na prática, é uma pessoa extraordinariamente democrata. Vale registrar, porém, que já houve um imperador romano (Tibério Cláudio) que nasceu em mesma data (1º de agosto, mas do ano 10 a.C) que o Maximiano Machado que é a quem queremos mesmo parabenizar por ter completado 60 anos de vida na quinta-feira 1º de agosto e que escolheu o domingo (dia 4) para comemorar!

Aliás, a comemoração não foi só vivenciada por Maximiano Machado, porquanto com ele esteve toda a família, esta, sim, mostrando-se tão ou mais contente que o aniversariante. Conte-se, igualmente, que solidários à família, contagiados pela mesma alegria, estavam muitos amigos de Maximiano Machado, um cidadão que impõe respeito a todos por sua correção em tudo que faz, tanto familiarmente quanto profissionalmente.

A propósito, cabe-nos enfatizar que nosso laço pessoal com Maximiano Machado iniciou-se no campo profissional. Ele, sem dúvida – e embora, por sua modéstia, sempre destaque ser um discípulo de Carlos Batinga na área do transporte público – ele é, de forma individual, um dos mais experientes técnicos desse setor, devendo-se acrescer que essa sua experiência estende-se, também, à área especifica do trânsito, já tendo contribuído tanto com o DETRAN quanto com a SEMOB nessas atividades.

Na AETC-JP foi Maximiano Machado o coordenador técnico para a implantação do Sistema de Bilhetagem Eletrônica, fazendo-o de uma forma tão competente que mereceu o reconhecimento da empresa detentora da respectiva tecnologia. E, como já anteriormente insinuamos, ele. Maximiano Machado, pode até ter um jeitinho autoritário… mas, é só esse parecer, sem efetivamente ser, porque, quem mesmo convive com ele, sabe que a Maximiano Machado aplica-se aquele dizer de Machado de Assis: “Cada qual sabe amar ao seu modo; e o modo pouco importa; o essencial é que saiba amar”!

Leia Também