João Pessoa, 24 de abril de 2017 | --ºC / --ºC 02:39 - 2.4 | 08:43 - 0.3 | 14:56 - 2.5 | 21:02 - 0.1 $ Dólar 3,12 - € Euro 3,39

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Repaginação

Comentários:
03/09/2013 às 10h45
A- A+

Por mais que diga nos discursos oficiais e andanças em solenidades que não é de distribuir sorriso fácil e aderir às tradicionais tapinhas nas costas, o governador Ricardo Coutinho sabe, ou pelo menos deve está sendo convencido, que um pouco de simpatia nas relações interpessoais não faz mal a ninguém, muito menos a político às portas de uma reeleição.

Portanto, ninguém se admire se Ricardo adotar um estilo mais soft, digamos assim. A metamorfose já começou a ser observada por aqueles que acompanham o governador em inaugurações pelo Interior, onde é inevitável o contato com lideranças e populares carentes de algum tipo de gesto, por mais singelo que seja, do governante.

Relatos de aliados do governador à Coluna revelam pequenos, porém notáveis avanços nessa postura, até então marcada pela frieza ártica. Em João Pessoa, sua principal base política e onde se concentra o maior número de servidores estaduais em atrito com o governo, Ricardo manteve-se um tanto distante da vida social e orgânica da cidade, até pelo excesso de compromissos da liturgia do cargo.

Aos poucos, esperem, Coutinho, que se projetou respirando as movimentações sociais e culturais da Capital, vai tentar resgatar esse elo. Nesse fim de semana, por exemplo, ele foi visto almoçando num restaurante dos Bancários, zona sul da cidade, ambiente freqüentado pela classe média, base histórica de seu eleitorado, coisa que não fazia há tempo, pelo menos que se tenha notícia.

Estrategicamente, ele não pode e nem deve ignorar um Luciano Cartaxo de bem com a cidade, presente nos bairros e eventos sociais, distribuindo sorrisos e ações. Pra ir à guerra da reeleição, Ricardo precisa fazer as pazes com João Pessoa.

*Artigo publicado na coluna do Correio da Paraíba, edição do dia 02/09/2013 (segunda-feira).
 

Leia Também

AOS SECRETÁRIOS

RC avisa: não quer ninguém escondido e saindo de bola dividida

Por mais que diga nos discursos oficiais e andanças em solenidades que não é de distribuir sorriso fácil e aderir às tradicionais tapinhas nas costas, o governador Ricardo Coutinho sabe, […]

De todos

Por mais que diga nos discursos oficiais e andanças em solenidades que não é de distribuir sorriso fácil e aderir às tradicionais tapinhas nas costas, o governador Ricardo Coutinho sabe, […]