João Pessoa, 28 de junho de 2017 | --ºC / --ºC 01:09 - 0.4 | 07:34 - 2.4 | 13:49 - 0.4 | 20:04 - 2.2 Dólar 3,30 - Euro 3,75

ÚltimaHora

Administrador, pós-graduado em Planejamento Operativo, já atuou na administração pública federal, estadual e municipal. Ocupou por três mandatos o cargo de presidente do CRA-PB e de diretor do Conselho Federal de Administração. Desde 1993 exerce as funções de Diretor Executivo da AETC-JP. Contato: diretorexecutivoaetc@yahoo.com.br

Faixas exclusivas para ônibus?

Comentários:
publicado em 21/02/2014 às 15h31
A- A+

(Roberto Guerra / Agrônomo)
 
A pergunta que corresponde ao título deste comentário, bem que se encaixaria para uma enquete, dessas dos programas jornalísticos de rádio e de televisão, para saber se a população diria “sim” ou diria “não” em relação a uma providência desse tipo pela prefeitura de nossa cidade.

Foi no portal MaisPB que na coluna do jornalista Mário Tourinho li artigo que também correspondeu a uma pergunta: “Atraso dos ônibus… ou do trânsito?”. E nessa matéria o colunista enfatiza a necessidade das prefeituras das médias e grandes cidades priorizarem o transporte coletivo, dando urgência às respectivas providências e opinando que o caminho mais rápido, por ser mais simples e por depender só de tinta, são as faixas exclusivas para os ônibus!

Já disse em comentários anteriores que, apesar de dispor de automóvel particular, sou também usuário dos ônibus do transporte coletivo. Geralmente me desloco de ônibus, desde o Bessa até Mangabeira, e vice-versa, para meu trabalho como agrônomo dos quadros do Estado. E pessoalmente nada tenho a reclamar da qualidade do transporte coletivo nesses meus deslocamentos quase diários, se bem que o pensamento de qualquer pessoa é o de sempre querer mais e melhor… “sempre mais e melhor”!

Neste assunto que aqui me atrevo a opinar, diria que, em relação às faixas exclusivas para os ônibus, sua implantação na capital paraibana poderia começar pela avenida Epitácio Pessoa, mas (é importante este “mas”) sob uma forma que não corresponde ao “tudo” como opina o senhor Mário Tourinho. Como, então seria essa implantação na Epitácio Pessoa?

– Primeiramente, todos sabemos que quando um governo decide fazer mesmo uma coisa, faz! Por exemplo, na Epitácio Pessoa já se realiza esse oportuno programa “Faixas do Lazer” aos domingos, em que uma faixa daquela avenida, tanto na direção praia-centro quanto na direção centro-praia, fica exclusiva para as bicicletas, desde cedinho até à tardinha. E a população (e eu pessoalmente) tem se manifestado com aplausos à prefeitura por essa realização.

– Com base nessa exitosa experiência do domingo, a prefeitura de João Pessoa poderia experimentar a faixa exclusiva para os ônibus em dias e horários específicos. Ou seja, já está claro que nos dias de domingo (e também nos feriados) essas faixas exclusivas para os ônibus não têm sentido. E se as faixas de ônibus não valem para os domingos, significa dizer que em nada prejudicará as “Faixas do Lazer” das bicicletas, nesses dias de domingo.
– Por conseqüência, as faixas exclusivas para ônibus poderiam ser válidas só nos dias úteis (e o sábado seria um caso para melhor avaliar), sempre só a partir das 6 horas da manhã e até às 7 horas da noite.

– Um amigo (Flamarion) ao me ouvir falar sobre estas sugestões, questionou se as árvores da Epitácio Pessoa não invibializariam o passar dos ônibus!… E logo um outro amigo (Biu dos Santos) esclareceu que conhece um dos conselheiros da secretaria da mobilidade urbana que lhe assegurou já ter percorrido toda aquela artéria em um ônibus, indo e voltando, constatando que não há prejuízo algum. Aliás, se houvesse, a secretaria da mobilidade urbana não teria demarcado toda a primeira faixa de cada lado como de tráfego normal, inclusive para os pontos de ônibus, sem qualquer desvio

Leia Também