João Pessoa, 22 de agosto de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Administrador, pós-graduado em Planejamento Operativo, já atuou na administração pública federal, estadual e municipal. Ocupou por três mandatos o cargo de presidente do CRA-PB e de diretor do Conselho Federal de Administração. Diretor Institucional do SINTUR-JP de 1993 a 2016. Consultor em Administração, presentemente exerce as funções de vice-presidente da APCA (Academia Paraibana de Ciência da Administração). Contato: diretorexecutivoaetc@yahoo.com.br

O que te acontece, Brasil?!

Comentários:
publicado em 03/05/2014 às 15h43
A- A+

 O que é isso, meu Brasil, que te está acontecendo?!

Quem, e com que interesses, está arquitetando e querendo a prevalência dessa desordem que te está atacando?!

Quem está querendo que ressurja a péssima idéia de que Democracia não seja compatível com o que espelha nossa própria bandeira: “ordem e progresso”?!
Aliás, sobretudo a ordem, ordem nascida da deliberação do povo através das instâncias por ele consagradas, é o requisito que mais deve prevalecer e garantir a Democracia.

Quando uma Democracia não consegue garantir a ordem, aí não mais estamos vivenciando este regime que os cidadãos de bem desejamos: passa a ser anarquia! Mas, se anarquia conceitualmente corresponde, também, à “negação do princípio da autoridade”, chegando ao extremo de igualmente indicar “falta de governo ou de outra autoridade capaz de manter o equilíbrio da estrutura política, social e econômica”, antes que tal se estabeleça, “acorda, Brasil”, e juntos demos um basta aos vândalos e conscientizemos tantos inocentes que “estão indo na onda” deles, chamando-lhes a atenção de que não podemos deixar que a Democracia confunda-se com anarquia.

Mesmo diante de deficiências estruturais que os governos do Brasil permitiram-nas especialmente por omissão – e também por medo de serem sinceros para com a população, preferindo a demagogia -, o requisito básico da Democracia tem de ser sustentado e praticado: a ordem social!

Esta ordem social não pode deixar que atos como o noticiado na terça-feira 22 de abril aconteçam: mais de 30 ônibus incendiados dentro de uma garagem de empresa do transporte coletivo de Osasco/PB, incêndio provocado em decorrência de uma briga entre quadrilhas de bandidos. No bojo da mesma notícia veio também a informação de que um outro ônibus, na mesma região, fora incendiado por iniciativa de uns 50 manifestantes que reclamavam contra a falta d´água. Incendiar-se ônibus por causa da falta de água, tem lógica?!

– Claro que não tem! O que tem, em casos assim, percebida pela população, é a falta do exercício da autoridade institucional constitucionalmente delegada pelo povo, que democraticamente elege seus governantes e parlamentares. E esta autoridade não pode faltar em uma Democracia… para que ela não se transforme em anarquia!

E tem lógica que apenas 500 pessoas, de uma cidade de 12 milhões de habitantes como São Paulo, em protesto levantando faixas de que “não vai ter copa”, imponham o fechamento do trânsito da avenida Paulista e impeçam da população o seu direito constitucional de ir e vir?!

O que é isso, meu Brasil, que te está acontecendo?!

Leia Também