João Pessoa, 23 de outubro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Administrador, pós-graduado em Planejamento Operativo, já atuou na administração pública federal, estadual e municipal. Ocupou por três mandatos o cargo de presidente do CRA-PB e de diretor do Conselho Federal de Administração. Diretor Institucional do SINTUR-JP de 1993 a 2016. Consultor em Administração, presentemente exerce as funções de vice-presidente da APCA (Academia Paraibana de Ciência da Administração). Contato: diretorexecutivoaetc@yahoo.com.br

Um buraco no meio do caminho

Comentários:
publicado em 25/05/2014 às 14h30

O grande poeta Carlos Drummond de Andrade, em seu tão encantador poema “No meio do caminho”, enfatizou que nunca se esqueceria “daquele acontecimento”, o de que “Tinha uma pedra no meio do caminho”… ou “No meio do caminho tinha uma pedra”.

Em nossas cidades, daqui e alhures, não dá para esquecer que tem “um buraco no meio do caminho”. Só que, neste nosso caso, um buraco é apenas uma simbologia dos múltiplos buracos!

E essa situação é tão evidente que, sem ser surpreendente, muito menos “de repente” e nem “mais que de repente”, o Ministério Público Estadual, este através de sua Comarca de Cabedelo, em ação tomada para si pelo promotor de justiça Valério Bronzeado, ação esta por óbvio na defesa da cidade e com o objetivo de que os órgãos públicos efetivamente realizem os serviços que são de suas finalidades, convocou a Prefeitura Municipal e o DER-PB para conjuntamente adotarem, o quanto antes, medidas relacionadas à mobilidade urbana. E nesse sentido foi firmado compromisso por ambas as instituições.

No bojo desse compromisso consta uma “Operação Tapa Buracos” como responsabilidade do DER-PB em relação às vias que fazem parta da rodovia estadual que liga o Bessa (João Pessoa) a Intermares (Cabedelo).

O prazo para execução dessa “Operação Tapa Buracos” é de 30 dias, a contar da data da assinatura do compromisso, que foi 12 de maio. Termina, portanto, em 11 de junho, véspera da abertura da Copa da FIFA.

Mas, para bem caracterizar o título destes escritos, é pertinente aqui registrar que naquele trecho específico, entre o Bessa e o portal de Intermares, desde dias antes do da assinatura do compromisso do DER-PB, no Ministério Público – Comarca de Cabedelo, que há um buraco isolado, ao lado direito na direção Intermares/Bessa, causando não só perigos, mas já tendo provocado um corte de pneu e total perda em um outro (isto, do nosso conhecimento), ambas as ocorrências à noite, em que os riscos são bem mais evidentes em razão da precariedade da iluminação pública.

Claro que a razão da “Operação Tapa Buracos” não seria só por este “um buraco no meio do caminho”. No trecho específico da beira-mar, por onde circulam muitos automóveis e especialmente os ônibus do transporte público, há muitos buracos! E há também falta – muita falta – de sinalização horizontal nas tantas (e excessivas) lombadas, problema este de relativa facilidade para urgentemente ser solucionado pela Prefeitura, vez que só depende de tinta – tinta! – e sua aplicação, para evitar que os veículos, sobretudo à noite, sejam surpreendidos pelos “quebra-molas”!
 

Leia Também