João Pessoa, 17 de janeiro de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
‘ANDA, JALEO!’

Concerto encerra temporada 2014 do projeto Violadas, em João Pessoa

Comentários:
publicado em 22/12/2014 às 10h25

O concerto ‘Anda, jaleo! – Ciclo de Canções Antigas Espanholas de Federico García Lorca’ será apresentado, na terça-feira (23), no encerramento da temporada 2014 do Projeto Violadas. O show começa às 20h30, na Sala Vladimir Carvalho da Usina Cultural Energisa, no bairro da Torre, em João Pessoa. A entrada é gratuita.

O nome do concerto foi inspirado na canção ‘Anda, jaleo!’, de Federico García Lorca, poeta, dramaturgo e compositor, considerado um dos maiores nomes da literatura espanhola do século XX. O repertório é composto de dezesseis músicas, e além de Lorca, dois compositores contemporâneos a ele são aclamados: Manuel de Falla e Isaac Albéniz.

O concerto foi tradicionalmente escrito para voz e piano, para voz, violão e percussão, unindo o erudito ao popular, de maneira contemporânea.

No palco, Edd Evangelista (voz), Erik Pronk (violão) e João Victor Figueiredo (percussão).

Programa

Manuel de Falla (1876-1946)
F. G. Lorca (1898-1936)

Manuel de Falla (1876-1946)
F. G. Lorca (1898-1936) Danza del Molinero
Las tres hojas
Los cuatro muleros
Los Reyes de la Baraja
El Café de Chinitas
Los Mozos de Monléon
Homenaje a Debussy
Sevillanas del Siglo XVIII

INTERVALO

F. G. Lorca (1898-1936)

Isaac Albéniz (1860-1909)
F. G. Lorca (1898-1936) Las Morillas de Jaén
Romance de Don Boyso
Los pelegrinitos
Nana de Sevilla
Asturias (Leyenda)
Zorongo gitano
La Tarara
Anda, jaleo!

Integrantes

Edd Evangelista

Paraibano, nasceu em João Pessoa, onde iniciou seus estudos musicais na EMAN com a profª de técnica vocal, Sara Martins. Em 2012, graduou-se em música erudita pela UFPB, sob orientação do prof. de canto Vianey Santos (PB/EUA). Participou de festivais de música pelo Brasil, onde teve aulas com Francisco Campos Neto (USP), Marcelo Ferreira Silva (PE/EUA), entre outros. Trabalhou com os renomados compositores do grupo COMPOMUS/UFPB, e foi solista no concerto Cantata Bruta com a Orquestra de Câmara da Cidade de João Pessoa, sob a regência do compositor Eli-Eri Moura. Atualmente é professor de técnica vocal e integrante do grupo camerista Iamaká.

Erik Pronk

Iniciou seus estudos musicais nos cursos de extensão do DeMus/UFPB, onde recebeu o diploma de bacharel em música em 2005, tendo Albergio Diniz como principal professor de violão. Concluiu seu mestrado em 2010 pelo Conservatório Real (Koninklijk Conservatorium) em Haia, Holanda. Naquele país, foi integrante da Orquestra Jovem de Violões da Holanda (Nederlandse Jeugd Gitaarorkest) durante dois anos e exerceu atividades didáticas como professor de violão em duas escolas de música durante o período de 2007-2010. Atualmente é professor efetivo de violão do DeMus/UFPB, além de fazer parte de dois grupos musicais de João Pessoa: Grupo Iamaká e Camerata Filipeia.

João Victor Figueirêdo

Natural de João Pessoa/PB, é aluno de Gustavo Miranda (LSU) Germanna Cunha (UFRN) e Francisco Xavier (UFPB). Percussionista do Grupo CAMENA de Música Barroca, já trabalhou com diversos grupos de música de câmara do país como o Grupo de Percussão do Nordeste, Grupo de Percussão da UFRN, entre outros. Tocou com diversas orquestras pelo país como a OSR, OSPB, OSUFPB, OSCE, OCMP. Além disso, tocou ao lado de maestros e músicos renomados como Carlos Spierre , Eugene Kohn, Isaac Karabtchevsky, Sandoval Moreno, Alex Klein, Gustavo de Paco de Gea, Eli-Eri Moura, Marcos Arakaki, Anna Federova, Fred Pot, Luciano Botelho, Arthur Barbosa, Ayrton Benk, Claudia Lacourt, Heleno Feitosa, Samuel Espinoza, Renata Simões, Hélio Medeiros, Heloisa Muller, Ibaney Chasin, Angel Blue, Plácido Domingo, entre outros.

MaisPB com Assessoria

Leia Também