João Pessoa, 24 de abril de 2017 | --ºC / --ºC 02:39 - 2.4 | 08:43 - 0.3 | 14:56 - 2.5 | 21:02 - 0.1 $ Dólar 3,12 - € Euro 3,39

ÚltimaHora

Administrador, pós-graduado em Planejamento Operativo, já atuou na administração pública federal, estadual e municipal. Ocupou por três mandatos o cargo de presidente do CRA-PB e de diretor do Conselho Federal de Administração. Desde 1993 exerce as funções de Diretor Executivo da AETC-JP. Contato: diretorexecutivoaetc@yahoo.com.br

Bruno, a SETUR-JP e o trânsito

Comentários:
02/06/2014 às 09h14
A- A+

 Já por quatro semanas consecutivas temos assinado artigos sobre “Bruno Farias e o nosso Turismo”, publicados na revista A Semana e no jornal Contraponto.
Quando da parte IV destes textos, publicada neste final de semana, todo o respectivo espaço foi praticamente ocupado com a reprodução, que fizemos, de uma mensagem/comentário enviada pelo agrônomo Roberto Guerra em que ele, concordando com nosso posicionamento de que uma pasta de Turismo não pode ter seu secretário só focado (como que exclusivamente) na promoção de eventos, também aponta um outro aspecto em relação ao qual a SETUR poderia articular-se, tanto junto à SEMOB quanto diretamente com prefeito Luciano Cartaxo para realizá-lo: o de primar pela sinalização horizontal do trânsito da cidade, porque, de um lado propicia maior segurança a esse mesmo trânsito, consequentemente aos condutores dos veículos e aos pedestres, e, de outro lado, bem mais embeleza as vias pessoenses!

Neste domingo, enquanto passava pela banca de revistas do MAG Shopping, eis que o amigo Flamarion Farias reporta-se à sugestão de Roberto Guerra, que ele lera em A Semana. Aprova-a, mas questionou: “Você já observou, Mário, que quem cuida do trânsito de João Pessoa, agora, é a SEDURB?”.

A SEDURB é a Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Controle Urbano, que o vereador João Almeida está como titular. E em relação a ela recentemente foi assinado um decreto pelo prefeito Luciano Cartaxo através do qual estabelece que “A SEDURB passa a ser o órgão municipal executivo de trânsito, sendo incumbida da missão de coordenar as atividades intersetoriais voltadas ao adequado uso de áreas e vias públicas, de forma compatível com o Código de Posturas do Município”.

Atentemos, porém, que no mesmo decreto consta que a SEMOB prosseguirá executando suas atribuições originais. Claro que precisa haver maior detalhamento sobre o assunto, para evitar-se duplicidade de funções (ou interpretação errônea sobre elas), isto para que as ações municipais, neste setor, tenham efetividade.
Todavia, sobre a SETUR e Bruno Farias na articulação para que a sinalização horizontal do trânsito, bem ativada, transforme-se em embelezamento com repercussão turística, nosso consenso foi o de que o bom é que agora, além da SEMOB, ele conta com a SEDURB. E ao fim da conversa Flamarion instigou: “Já pensou como a Josefa Taveira, agora bem iluminada, estaria ainda mais bonita se as faixas de pedestres e de suas lombadas, assim como as divisórias de pistas, estivessem bem pintadas?!”.

Leia Também