João Pessoa, 22 de novembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Ricardo mexe xadrez

Comentários:
publicado em 16/06/2014 às 16h44

O governador Ricardo Coutinho não está pra brincadeira. Nas últimas horas, o líder do jardim girassol mergulhou nas articulações e abriu entendimentos com as duas forças mais representativas da oposição: o PMDB e o PT. O socialista aproveita o ambiente de turbulência entre as duas legendas para atraí-las ao seu palanque.

Nesse mister, Coutinho conta com um terreno fértil. Uma banda do PMDB anda preocupada demais com a redução das vagas na Assembleia e na Câmara e mais do que nunca precisa se agarrar a quem puder oferecer condições de viabilidade eleitoral e estrutura de campanha, além de espaço na chapa.

No PT, pelas conversas de dirigentes da legenda com a Coluna, já há um clima propício à aproximação com o PSB. O partido resiste à nova exigência do PMDB em fazer coligação proporcional. Na verdade, os petistas reagem às informações de entendimentos entre peemedebistas e Ricardo nos bastidores.

Emissários do PT já fizeram chegar ao conhecimento de Ricardo o interesse em emplacar a vaga de senador, caso o PMDB retire a candidatura. O governador, por sua vez, não descartou a possibilidade. A sinalização aumentou ainda mais o frisson entre os petistas que vêem mais chances de eleger Lucélio Cartaxo senador na chapa de Ricardo.

Para Ricardo, a costura de uma grande aliança com PT e PMDB seria fundamental neste momento. É a única forma, a priori, de tirar do adversário Cássio Cunha Lima o favoritismo e a expectativa de poder, o que hoje dificulta e muito o avanço da candidatura socialista nas pesquisas.

Ricardo está disposto a mexer nesse tabuleiro e fazer o que for preciso para nessa reta final das convenções surpreender Cássio. Se conseguir transpor as barreiras e amarrar esse acordo, Coutinho dará uma grande cartada… Capaz de mudar todo o jogo.
 

*Artigo publicado na coluna do jornalista no Correio da Paraíba, edição do dia 16/06/2014 (segunda-feira).

Leia Também