João Pessoa, 18 de janeiro de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
SOLIDARIEDADE

Unimed faz ação para ajudar idosos da Amém

Comentários:
publicado em 18/01/2019 às 17h17
atualizado em 19/01/2019 às 08h54

A Floresta Nacional da Restinga, em Cabedelo, abriga muito mais que diferentes formações vegetais e órgãos que cuidam do Meio Ambiente. Naquele lugar bucólico, existe, há 47 anos, a Associação Metropolitana de Erradicação da Mendicância (Amem). A instituição, inclusive, deu o nome popular do local: Mata da Amem.
Como outras instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI), a Associação depende da solidariedade das pessoas para continuar funcionando. O valor arrecadado com as aposentadorias dos idosos que vivem no local não é suficiente para pagar todas as despesas. Para ajudar a instituição, a Unimed João Pessoa está realizando uma campanha de arrecadação de donativos (confira detalhes abaixo).

MALABARISMO

Todos os meses, a direção da Amem tem que fazer um verdadeiro “malabarismo” para equilibrar receita e despesa: as contas não fecham. De acordo com Janeide Duarte, a sétima presidente da instituição, a maior dificuldade é financeira. “Pagar os profissionais de saúde, motorista, cozinheira, vigilante é sempre uma dificuldade. Paga-se uma conta, parcela-se outra e deixa-se de pagar mais algumas. Um malabarismo enfrentado todo mês”, explicou a dirigente.

Atualmente, 42 idosos estão sendo assistidos pela Amem, entre eles, há irmãos e até ex-funcionários. Como não consegue contratar mais colaboradores, a direção também não pode abrir novas vagas para cuidar e acolher idosos. “A diretoria é toda voluntária, mas temos que pagar nossos funcionários. Priorizamos isso. Devemos a conta de água desde 2014, um débito que já ultrapassa os R$ 100 mil. Por isso, fizemos um poço artesiano, mas as constantes quedas de energia queimaram a bomba”, lamentou.

PARCERIAS, DONATIVOS E ATENÇÃO

Para se manter, a instituição “corre” atrás de captação de recursos através de leis de incentivos fiscais do governo, cujas regras e requisitos são estipulados em editais ou na formalização de parcerias. O problema é que nem sempre dá para a Amem participar dessas seleções, pois a instituição não tem a posse do terreno no qual está instalada.
A Amem conta muito com as doações de pessoas engajadas. Lá, os donativos são mais que bem-vindos. Fraldas, material de higiene e comida são itens que podem ser doados pela comunidade. “Uma iniciativa dessas, como a campanha da Unimed João Pessoa, é muito importante. Além do material que vamos receber, aumenta a visibilidade da instituição. Eu convido as pessoas a vir aqui, conhecer, e poder doar com a confiança de que será bem empregado”, enfatizou.
Mas, não é só do material que os idosos precisam. Eles também são carentes de afeto e atenção. A maioria não recebe visita de familiares ou amigos. Por isso, a dirigente da instituição faz um apelo para que as pessoas não só doem, mas façam uma visita, mesmo que não tenham parentes ou conhecidos morando no local. “Conversar e dar um pouco de atenção e carinho também ajuda muito”, disse Janeide Duarte.

EM FAMÍLIA

Aos 79 anos, Seu Félix Barbosa está na instituição há seis meses. Antes dele, suas duas irmãs, uma de 87 e outra de 83, foram morar na Amem. Como nenhum deles casou ou teve filhos, decidiram ir para a Associação.

“Eles me tratam muito bem. A comida boa. Sem contar que posso conviver com minhas irmãs. Ainda brinco com elas que sou novo, que tenho 59 anos, mas elas riem e dizem que tenho que colocar mais 20 anos em cima”, contou Seu Félix.

O aniversário de 78 anos de Dona Severina Justino Ferreira, comemorado em 5 de janeiro, foi muito especial. Um dos filhos de sua ex-patroa, a quem considera da família, a levou para passear.

“Nunca casei, mas namorei muito. Não reclamo dessa escolha. Trabalhei em uma casa desde que os filhos eram muito pequenos. Ajudei a criar e hoje eles já têm filhos. Dois moram nos Estados Unidos, outra em Natal. Mas, a que mora em João Pessoa sempre vem me ver”, disse. Além de conversar com os amigos, Dona Severina adora fazer palavras cruzadas, costume que aprendeu com a ex-patroa.

Quem quiser ajudar a Amem pode entrar em contato pelo telefone 3245-2761. A instituição fica às margens da BR-230, Km 11, Renascer II – Cabedelo, Região Metropolitana de João Pessoa.

CAMPANHA

Além da Amem, a campanha de arrecadação de donativos realizada pela Unimed João Pessoa também vai beneficiar a Associação Promocional do Ancião (Aspan). A Cooperativa está mobilizando médicos, colaboradores, clientes e a sociedade em geral para participar dessa ação solidária.

A campanha, que terminaria neste domingo (20), foi prorrogada até o dia 31 de janeiro. Estão sendo arrecadadas fraldas geriátricas G e extra G, materiais de higiene pessoal (sabonete líquido, enxaguante bucal, desodorante e papel higiênico) e material de limpeza (sabão líquido). Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 2106-0474 (ao ser atendido, selecionar a opção 2).

PONTOS DE ENTREGA

Sede da Unimed João Pessoa: Rua Marechal Deodoro da Fonseca, 420, Torre
Viver Melhor: Avenida Bento da Gama, 396, Torre
Hospital Alberto Urquiza Wanderley: Avenida Ministro José Américo de Almeida, 1450, Torre
Hospital Moacir Dantas: Avenida Ministro José Américo de Almeida, 1338, Torre
Núcleo de Atenção à Saúde Sul (NAS-Sul): Avenida Sérgio Guerra, 281, Bancários

MaisPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também