João Pessoa, 13 de janeiro de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
direitos autoriais

Pioneiro na mídia digital na PB faz alerta

Comentários:
publicado em 13/01/2019 às 08h36
atualizado em 13/01/2019 às 11h02
(Foto: reprodução)

O Blog de Walter Santos aborda um tema preocupante na vida contemporânea que é o uso desmedido de conteúdos alheios sem respeito ao direito autoral.

Mídia contemporânea: copiar e colar texto exclusivo alheio é crime, é ilegal; até quando vamos calar?

O mundo atual convive com a nova onda da comunicação social construindo e impondo a democratização dos meios como há tempo inexistia implodindo o monopólio dos Veículos tradicionais de comunicação em todo universo.

Neste contexto de abrigo legal da nova onda há uma constatação nefasta que precisa ser encarada com responsabilidade e coragem, que é a apropriação indébita da propriedade intelectual de portais, blogs e outros meios digitais por muita gente nas redes sociais, em nome da liberdade, pior é assumindo a autoria do que não é sua.

O simples ato de fazer “Control C e Control V” de conteúdos sem autorização nem crédito à fonte é crime, roubo mesmo, e isto precisa ser encarado e combatido.

ALÉM DA MORAL E ÉTICA

Ultimamente, muita gente tem se apropriado de conteúdos produzidos com assinatura própria sem ser autor ou sem sequer dar crédito ao que rouba.

É isto mesmo: a AMIDI, como representante da mídia digital, precisa urgentemente cair em campo para enfrentar esta realidade absurda de muita gente se apropriar de conteúdos alheios sem autorização ou sequer assegurar o reconhecimento da autoria dos dados de outrem.

Na Paraíba, em particular, todos merecem sobreviver no novo campo da comunicação social, mas é injusto e inqualificável alguém se aproveitar de textos e conteúdos alheios sem ter autorização nem dar crédito ao que se serve.

Há muitos casos de apropriação indébita de textos com a imoral atitude de se assinar o que não lhe é de direito.

ENFIM, O QUE FAZER?

É chegado o momento de uma postura mais clara e consistente de se contrapor ao “roubo intelectual permitido(?)” por quem em muitos casos se apropriam indevidamente de conteúdos alheios, repito.

Uma dessas medidas urgentes diz respeito à construção imediata de parâmetros de mercado com referência à audiência real dos meios, estrutura e universo legal.

Sem esses parâmetros respeitados, viveremos o caos de mercado e do segmento tanto na Base profissional atingindo em cheio a formação nas faculdades.

O quadro é muito preocupante a exigir ações urgentes.

WSCOM

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também