João Pessoa, 16 de dezembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
ALERTA

Paciente com ebola é diagnosticada na Escócia

Comentários:
publicado em 30/12/2015 às 08h45

Uma profissional de saúde que trabalhava no combate ao ebola na África foi diagnosticada com a doença em Glasgow, na Escócia. É o primeiro caso de ebola identificado na Grã-Bretanha.

De acordo com um comunicado divulgado nesta segunda-feira pelo governo escocês, a paciente voltou de Serra Leoa na noite de domingo e desembarcou no Aeroporto de Heathrow, em Londres, em um voo da companhia aérea British Airways, após fazer escala em Casablanca, no Marrocos. Ela se sentiu mal na manhã desta segunda, deu entrada no hospital e foi colocada em isolamento.

De acordo com as autoridades, como o vírus foi diagnosticado em um estágio muito precoce da doença, o risco de que outra pessoa tenha sido contaminada é considerado muito baixo. Segundo Alisdair MacConachie, responsável pelo Sistema Nacional de Saúde Pública (NHS) da região de Glasgow, a paciente não apresentou, até o momento, "sintomas clínicos preocupantes".

As autoridades sanitárias informaram que a paciente não manteve contato com ninguém desde seu retorno a Glasgow. Por precaução, todos os passageiros que estavam nos aviões em que a enfermeira viajou estão sendo contatados. Assim que possível, a enfermeira será transferida para uma unidade especializada do Royal Free Hospital, em Londres.

Neste hospital, o enfermeiro voluntário britânico Will Pooley, contaminado com ebola em Serra Leoa, foi tratado e curado. Pooley, de 29 anos, recebeu o diagnóstico ainda na África e foi o primeiro britânico infectado pelo ebola na atual epidemia. Após dez dias de tratamento, ele deixou o hospital curado e voltou para Serra Leoa para continuar ajudando no combate da doença.

Epidemia — O atual surto de ebola já deixou 20.081 pessoas infectadas na Guiné, Libéria e Serra Leoa, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) atualizados nesta segunda-feira. Ao todo, 7 842 mortes pelo vírus já foram registradas nesses três países em 2014.

Veja

Leia Também