João Pessoa, 10 de dezembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
ESQUEMA

Operação Réveillon reforça policiamento nas festas de fim de ano na Paraíba

Comentários:
publicado em 30/12/2015 às 09h08

As Polícias Militar, Civil e Corpo de Bombeiros da Paraíba vão trabalhar com um reforço de 1.640 homens durante a Operação Réveillon. Nas ações que seguem até o dia dois de janeiro do ano que vem, estão empregados 1.500 PMs como efetivo extra de todas as unidades operacionais, além das bases de monitoramento móvel da corporação, que acompanhará em tempo real o movimento dos locais onde há maior fluxo de pessoas por causa da virada do ano.

Os trabalhos da Policia Militar começaram no sábado (27) com a realização de blitzen, bloqueios, abordagens e rondas na Capital e no interior do Estado. A medida tem o objetivo de prevenir a ocorrência de crimes no período e garantir a segurança no trânsito.

Só na Região Metropolitana de João Pessoa, são 400 policiais a mais por dia. No Réveillon da Capital, que conta com várias atrações musicais, a Polícia Militar vai utilizar um reforço de 200 policias, várias viaturas e uma base de monitoramento com 12 câmeras de longo alcance, acompanhando em tempo real toda movimentação das pessoas que vão prestigiar a virada do ano nas praias de Cabo Branco e Tambaú. Na cidade terá reforço também nos locais de programação religiosa.

Na praia de Intermares, em Cabedelo, haverá um incremento de 70 policiais militares a pé e em viaturas. Em Campina Grande, a Polícia Militar ocupará com rondas todo entorno da Avenida Severino Cruz, próximo ao Açude Velho, onde geralmente as pessoas se reúnem para festejar a passagem do ano.

No Sertão do Estado, as rondas serão intensificadas por causa do trânsito e também das residências que ficam fechadas durante o período, já que muitas pessoas aproveitam para viajar.

Bombeiros – O Corpo de Bombeiros traçou um planejamento especial para o Réveillon em João Pessoa e Cabedelo. Cem militares vão estar distribuídos em todas as áreas dos eventos e vão contar com o apoio de 15 viaturas de combate a incêndio, atendimento pré-hospitalar, autorresgate, além de bote salva-vidas e moto náutica.

A maior concentração de militares será nas praias de Tambaú e Cabo Branco, onde acontecem as festas de virada do ano. Ao longo da faixa litorânea, serão montados oito postos salva-vidas e o patrulhamento das águas será feito por um bote inflável e uma moto náutica. Um total de 22 guardas vidas vão se revezar no serviço de proteção aos banhistas desde a manhã do dia 31 até 1º de janeiro.

Um posto de apoio será montado ao lado do palco principal e dois bombeiros militares munidos de extintores vão ficar próximos à estrutura dos shows. O Batalhão de Atendimento Pré-Hospitalar também vai prestar o serviço de prevenção a acidentes automobilísticos.

Em Intermares, os bombeiros vão estar ao longo da praia com toda estrutura de postos de guarda vidas, embarcações, prancha de salvamento aquático, kit de atendimento pré-hospitalar, extintores de incêndio e viaturas de resgate.

Polícia Civil – Já o esquema especial da Polícia Civil vai empregar 40 policiais descaracterizados na orla de João Pessoa a fim de identificar ocorrências de tráfico de drogas e porte ou posse ilegal de armas. O mesmo trabalho também será realizado na praia de Intermares, onde acontece a festa de virada de ano da cidade Cabedelo. Estarão funcionando em regime de plantão, o Distrito Integrado de Segurança Pública (Disp) de Mangabeira e o Distrito Integrado de Segurança Pública (Disp) de Manaíra. Estarão abertas ainda a 6ª DD, de Santa Rita e 7ª DD de Cabedelo.

Na Capital, permanecem em plantão as delegacias especializadas de Homicídios, Roubos e Furtos, Roubos e Furtos de Veículos, Repressão a Entorpecentes, Delegacia da Mulher e da Infância e Juventude. Os plantões dos litorais Sul e Norte terão sede nas cidades de Conde e Mamanguape, respectivamente. Em Campina Grande, o atendimento acontece na Central de Polícia, no bairro do Catolé, com as delegacias de Homicídios e Roubos e Furtos em pleno funcionamento.

MaisPB com Secom-PB

Leia Também