João Pessoa, 21 de outubro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Administrador, pós-graduado em Planejamento Operativo, já atuou na administração pública federal, estadual e municipal. Ocupou por três mandatos o cargo de presidente do CRA-PB e de diretor do Conselho Federal de Administração. Diretor Institucional do SINTUR-JP de 1993 a 2016. Consultor em Administração, presentemente exerce as funções de vice-presidente da APCA (Academia Paraibana de Ciência da Administração). Contato: diretorexecutivoaetc@yahoo.com.br

Meus três casamentos

Comentários:
publicado em 08/08/2014 às 10h17

Foi apenas para mais aguçar a curiosidade que deixamos o título destes escritos com o pronome possessivo “meus”. Mas, em verdade, referimo-nos mesmo aos “nossos” casamentos (meus e de minha esposa Ana)… e sem ser de cada um de nós, pois, afinal, nosso matrimônio é único desde 24 de março de 1973 na Igreja Nossa Senhora de Lourdes, cuja celebração foi conduzida pelo inesquecível monsenhor José Trigueiro do Valle.

Portanto, já comemoramos as “bodas de prata” (25 anos), “bodas de pérola” (30), “bodas de coral” (35), “bodas de esmeralda” (40) e agora em 2014 as “bodas de seda” (41), pedindo sempre a Deus para que, juntos aos filhos, netos, genro, noras e amigos, tenhamos a graça de comemorarmos as “bodas de ouro” (50 anos), obviamente em 2023.

Mas, para deixar bem claro, devemos dizer que os três casamentos a que o título destes escritos reporta-se são os de nossos três filhos: Mariana (a primogênita), Márcio e Marcelo (os gêmeos). Não se casaram nessa ordem.

O primeiro a casar-se foi Márcio, em 17 de dezembro de 2005, na Igreja de São Francisco, com essa extraordinária menina Juliana.

Depois, só sete meses depois (29 de julho de 2006), realizou-se o casamento de Marcelo, também na Igreja São Francisco, com igualmente extraordinária menina Soraia.

No julho do ano subseqüente, 27 de julho de 2007, foi a vez do casamento de Mariana, também na Igreja São Francisco, com Rafael. (Em um ano e sete meses, três casamentos!).

Percebe-se a Igreja São Francisco como local escolhido para os três casamentos. Parece-nos como homenagem ao santo São Francisco e ao Papa Francisco, a nora Juliana dá-nos a notícia de que terá o nome Francisco o segundo filho (nosso sexto neto) que está para vir à luz na primeira quinzena de setembro, juntando-se ao irmãozinho Mário (Mário Neto)!

Do casal Marcelo/Soraia temos duas netas: Maria Luísa e Maria Sophia. E do casal Rafael/Mariana outras duas netas: Ana Clara e Ana Cecília!
Entretanto, algum(a) leitor(a) pode questionar: por que a narração destes fatos, extrapolando o ambiente eminentemente familiar?!

Em resposta, cabe-nos primeiramente dizer que muito nos empolga falar e exaltar a família em seu sentido amplo, como “célula mater da sociedade”. E, em segundo lugar, porque dias atrás, neste começo de agosto, a nora Soraia enviou-nos, via “WhatsAp”, um mini-vt em comemoração à passagem dos oito anos de casamento dela com Marcelo. Sob um fundo musical bem próprio e marcante para os dois, contém várias fotos que lembram seus tempos de namoro, de noivado, o casamento, o nascimento das filhas… a família! E muito nos emocionou!

Não deixemos só para a data 15 de maio a comemoração alusiva ao Dia Internacional da Família. Exaltemos e ajamos para que todos os dias seja o Dia da Família!

Leia Também