João Pessoa, 18 de novembro de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
ESCOLA SEM PARTIDO

Daniella Ribeiro pede sensatez no debate

Comentários:
publicado em 18/11/2018 às 08h51
atualizado em 18/11/2018 às 13h10

A deputada estadual e senadora eleita, Daniella Ribeiro (Progressistas), pediu bom senso nas discussões sobre o ‘escola sem partido’.

A parlamentar revelou preocupação sobre o tema polêmico e alegou que existem muitos outros assuntos que deveriam está sendo debatidos na Educação ao invés de está tratando de ideologias nas escolas.

“A discussão que deveria está em pauta era a questão do analfabetismo, da educação básica que temos números alarmantes e que nos colocam infinitamente menores em  ganhos na área e isso penaliza a nossa economia. Quando estamos discutido escolas em partido estamos esquecendo que crianças estão nesse momento nas escolas apenas para ter uma merenda. E quando têm a merenda não têm a qualificação ou educação necessária para saber ler e ter inserção no mundo que elas precisam”, argumentou.

Daniella revelou preocupação com a ‘mordaça’, mas lembrou de hostilidades sofridas por ela quando estudante por pertencer a família com militância política. Para ela, a discussão deverá ser ampla, pois também já existem, por outro lado, movimentos criando o ‘igreja sem partido’.

“Existe sim, uma parte forte em querer impor ideologia. Eu estive na universidade e sei muito bem o que passei em determinadas disciplinas. Também ainda no ensino científico tinha que ouvir determinadas coisas. Acho que tudo na vida é o bom senso e o equilíbrio. Tenho medo também da mordaça porque também já estão querendo formar  a igreja sem partido que já é espécie de retaliação”, destacou.

Roberto Targino –  MaisPB

Leia Também