João Pessoa, 11 de novembro de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
CRISE

Elenco do Fla não toma partido e goleiro segue isolado no CT

Comentários:
publicado em 11/11/2018 às 09h15
Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

Passadas três semanas da crise que colocou de lados opostos no Flamengo o goleiro Diego Alves e o técnico Dorival Júnior, o comportamento do elenco rubro-negro se mantém o mesmo, sem tomar partido junto à direção. Desde que o problema aconteceu e após ele se agravar com a discussão entre as partes, a postura dos jogadores foi de escutar os relatos sem se comprometer com qualquer versão.

Mesmo entre as principais lideranças do Flamengo, como Diego, Réver e até mesmo Juan, a atitude foi imparcial e focada em não deixar que o episódio atrapalhasse o rendimento do time nas partidas do Campeonato Brasileiro.

Com o afastamento virtual de Diego Alves, que passou a treinar em horário alternado para não gerar ainda mais constrangimento durante o tratamento de uma entorse no joelho direito, o comportamento do elenco se manteve idêntico.

Nos últimos dias, Diego Alves recebeu alguns atletas em tratamento, casos de Geuvânio e Thiago Ennes, para treinarem no mesmo horário que ele. Antes, isolado, o goleiro vinha filmando as atividades, mostrando horários e os locais – seja o Centro de Treinamento ou a sua casa, onde tratava no horário de treino do elenco.

A única manifestação relevante ao longo de todo o processo foi do capitão Réver, que classificou o episódio como falta de maturidade. O técnico Dorival Júnior prefere não comentar, mas expôs sua hierarquia. Diego Alves segue em silêncio e se manifesta através das redes sociais apenas para registrar a situação delicada que vive.

O entendimento do Flamengo é que a postura do jogador é orientada por advogados e por seu empresário, Eduardo Maluf, que também não se manifestou.

Do lado do clube, a posição é aguardar o fim da temporada para que a proposta que o representante do jogador alega ter do Oriente Médio seja oficializada. A multa rescisória é de dez milhões de euros. Com contrato até 2020, Diego Alves tem mercado e a expectativa é que haja consenso para a liberação a medida que um interessado se manifestar em breve.

A tentativa do Flamengo é evitar que o caso vá à Justiça. Diego Alves prometeu dar sua versão ao fim da temporada, que inclui desmentir o técnico Dorival Junior.

Extra

Leia Também