João Pessoa, 10 de novembro de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
Senado e Governador

Flórida vai ter recontagem de votos da eleição

Comentários:
publicado em 10/11/2018 às 17h32

A acirrada eleição de meio de mandato para senador e governador da Flórida, nos Estados Unidos, vai ter recontagem dos votos. O secretário de estado local Ken Detzner assinou, na tarde deste sábado (10), a ordem para a nova apuração dos resultados.

Nos resultados não oficiais, os candidatos do Partido Republicano – o mesmo do presidente Donald Trump – apareciam à frente dos adversários democratas. A recontagem ocorrerá porque as estimativas mostraram vantagem inferior a 0,5 ponto percentual de um candidato ao outro nas duas situações.

Para o governo local, o ex-representante Ron DeSantis (R) conseguiu vantagem de pouco menos de 0,5 pontos sobre o atual prefeito de Tallahassee, Andrew Gillum (D). Caso eleito, Gillum será o primeiro negro a comandar a Flórida.

Na disputa para o Senado, ainda mais apertada, o republicano Rick Scott estava a menos de 0,25 ponto percentual à frente do democrata Bill Nelson – que tenta a reeleição.

Flórida: estado decisivo
A Flórida é um dos estados-chave para a eleição presidencial dos Estados Unidos. Em 2008 e 2012, o democrata Barack Obama venceu por lá, mas Donald Trump virou o jogo em 2016.

Desde 1998, os republicanos vencem todas as eleições para governador. Nas eleições presidenciais, a Flórida é considerada um “swing-state”, ou “estado pêndulo”, que não tem uma preferência de partido definida.

A Flórida foi um dos estados governados por republicanos que, até a ordem de recontagem dos votos, não foram tomados por democratas, que conquistado ao menos 7 estados que estavam nas mãos de republicanos: Nevada, Novo México, Kansas, Illinois, Wisconsin, Michigan e Maine.

G1

Leia Também