João Pessoa, 20 de novembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
LEVANTAMENTO

Operação Réveillon termina com 128 pessoas detidas e 31 armas apreendidas

Comentários:
publicado em 02/01/2015 às 11h17

A Polícia Militar da Paraíba prendeu e apreendeu 128 pessoas durante a operação Réveillon, realizada do último sábado (27) até a madrugada desta sexta-feira (2), que contou com um reforço de 1.500 policiais militares para intensificar as ações em todo Estado. No período, foram apreendidas 31 armas de fogo, recuperados 18 veículos roubados e apreendidos mais de 2 kg de drogas durante as abordagens.

Uma das armas apreendidas na operação foi durante a festa da virada do ano no bairro de Intermares, em Cabedelo. Três suspeitos de matar a tiros o lutador de MMA Werison da Silva Medeiros, de 29 anos, foram presos em flagrante.

Policiais que reforçavam o policiamento no bairro escutaram os disparos e quando chegaram ao local renderam Gustavo José Pereira Dias, de 18 anos; Igor Mateus Feitosa Lopes, 19; e um adolescente de 16 anos. Dois deles moravam no bairro do Cabo Branco e o outro no Bairro dos Estados, na Capital. Com o trio foi apreendido um revólver calibre 38, possivelmente usado no crime, e uma quantidade de maconha. Os maiores foram autuados por homicídio qualificado na Central da Polícia Civil e o menor foi apresentado na Delegacia da Infância e Juventude, ambas em João Pessoa.

As outras armas apreendidas durante a operação ocorreram nas cidades de João Pessoa, Campina Grande, Patos, Bayeux, Itaporanga, Mataraca, Ingá, Sapé, Itapororoca, Sousa, Bayeux, Caaporã, São José dos Cordeiros e Taperoá.

As 128 pessoas presas e apreendidas durante a Operação Réveillon estavam envolvidas com porte ilegal de arma, roubos, furtos, homicídios, lesão corporal comum e em situação de violência doméstica.

Atendimentos

Um levantamento realizado na intranet da Polícia Militar (rede interna) mostra que, durante o período, a corporação realizou o atendimento de 1.878 ocorrências de várias naturezas. O motivo que liderou os chamados foi a perturbação do sossego (som alto), com 340 solicitações, sendo quase 95% delas registradas na Região Metropolitana de João Pessoa.

MaisPB

Leia Também