João Pessoa, 12 de outubro de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
RECUPERAÇÃO

Lais Souza conta como é ficar em pé: “Voltei a olhar olho no olho”

Comentários:
publicado em 12/10/2018 às 08h37

Lais Souza se mudou há seis meses para Vitória-ES para viver com a namorada. Não imaginava que mudar de cidade faria tão bem para sua recuperação. Morando perto da praia, Lais vive uma vida mais saudável e isso ajuda em sua saúde mental e física.

A ideia de trocar São Paulo por Vitória foi por praticidade a princípio. “Minha mulher é daqui e, como comecei a vir muito para cá, acabei me apaixonando pela cidade”, disse Lais ao UOL.

A ex-ginasta mora com a mulher, o cachorro Stunt e o gato Baguera. “A qualidade de vida é bem melhor. Estou descobrindo a cidade e meu lado mais tranquila. Desde ter o mar, sentir a liberdade da natureza, alimentação e tudo. Foi um presente que me dei. Não me arrependo de ter saído [de São Paulo]. O tempo que ficava no trânsito, agora, eu fico na praia”, explicou.

O tratamento da lesão na coluna que sofreu há quatro anos agradeceu. Os treinamentos diários continuam com um fisioterapeuta e a evolução é sempre mostrada aos fãs nas mídias sociais. Incluindo um dos exercícios mais marcantes: com a ajuda de um estabilizador, há quase um ano Lais voltou a ficar em pé.

“Eu normalmente fico uma hora, uma hora e meia tranquilona, em pé. É uma sensação muito gostosa de voltar a ficar na minha altura, olhar olho no olho da pessoa. O meu cachorro e o gato acham diferente sair da cadeira. Ficam passando em frente à minha perna, ficam pulando. Eles são grudadinhos e vão para onde eu vou. Eu me sinto especial e eles sentem”, contou.

A posição abre algumas possibilidades para a ex-ginasta. Mais que aproveitar o momento, consegue fazer exercícios na posição vertical que não consegue quando está sentada e sua pressão arterial fica controlada.

A mudança para Vitória também fez Lais encontrar seu lado aventureira. “Fora de Vitória dá para sair para fazenda. No comecinho do ano, fui em um vale gigante e pulei de parapente. Estou numa vida aventureira. Penso em adaptar o windsurfe também. Eu falei com o Fernando Fernandes (campeão mundial de para-canoagem), que tem feito o esporte, para adaptar”, explicou.

Lais e a namorada estão juntas há mais de um ano. Para ela, o fato de morar junto é quase um casamento, mas não quer pensar em oficialização. “Eu ainda não parei para pensar em casamento, mas tenho vontade de ter filho. Tudo vai acontecendo devagar”.

Uol

Leia Também