João Pessoa, 02 de outubro de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
'WatchIn'

Aplicativo criado na PB avalia saúde por relógio

Comentários:
publicado em 02/10/2018 às 12h39
atualizado em 02/10/2018 às 12h40

WatchIn é o novo serviço de inteligência na saúde lançado recentemente pela SOL – Saúde On Life. A proposta do serviço, que funciona por meio de um relógio inteligente, é oferecer benefícios para os usuários, entre eles a prevenção de doenças e agravos da saúde.

Mas o WatchIn não se restringe apenas à prevenção. Os dispositivos podem monitorar queda, insônia e até mesmo o uso correto de medicação, enviando notificações na hora de tomá-la ou avisando aos profissionais de saúde sobre possíveis alterações nos batimentos cardíacos, na pressão arterial, e em outros aspectos relevantes.

“O WatchIn é um serviço inteligente de monitoramento de saúde que une a inovação dos wearables, a tecnologia das inteligências artificiais, big data e a expertise dos profissionais de saúde”, explica a empresária Carolina Candeia, diretora executiva da SOL, Saúde on Life.

Segundo ela, ele se diferencia pela conexão direta com profissionais de saúde. “O  WatchIn traz a possibilidade de personalização dos parâmetros de alerta e disponibilidade de informação para o usuário e familiares em tempo real. Pode ser usado por qualquer pessoa, de qualquer idade”, acrescenta.

O olhar da necessidade – A ideia de se criar o novo serviço surgiu após um episódio familiar envolvendo a mãe de Carolina Candeia.

“Em 2016, minha mãe, que é diabética, teve um episódio de hipoglicemia. Ela desmaiou em casa sozinha e permaneceu desacordada por quase oito horas até que conseguisse pedir ajuda. Foi aí que comecei a pensar em como criar algo que garantisse maior segurança e cuidado para pessoas do como minha mãe”, explica.

A partir desse fato e após muito estudo de mercado e desenvolvimento, nasceu o WatchIn, realizado a partir do programa de aceleração Itaú Mulher Empreendedora em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Entre mais de 500 empresas, a SOL ficou entre as 30 selecionadas para realizar um projeto inovador na área e se sagrou vencedora com a nova plataforma.

Funcionamento – Apostando em tecnologia, o relógio funciona por meio de sensores que coletam as informações de saúde do paciente, via bluetooth, enviam os dados para um aplicativo. De lá, as informações seguem para a nuvem onde são tratadas por algoritmos.

Os dados armazenados compõem o histórico de saúde do usuário e um banco de dados. A partir deste os parâmetros de comportamento e alerta são gerados e estabelecidos. “É um serviço personalizado, que funciona de acordo com as necessidades de cada usuário. Uma forma de melhorar a qualidade de vida de pessoas mais propensas a situações de internação hospitalar e episódios de quedas. Mas, qualquer pessoa que precise dos recursos podem usar nosso serviço.” destaca Carolina.

Em caso de alterações, alertas são enviados para o usuário, profissionais de saúde que monitoram o paciente e para pessoas previamente cadastradas, como um amigo ou um parente. “Fazemos esse cadastro para uma maior segurança do paciente”, ressalta.

Reconhecimento – O WatchIn foi apresentado pela SOL, em julho, no Desafio Sebrae Like a Boss 1 UP, em Florianópolis. Também está na segunda rodada de captação de investimentos do Programa Realiza, organizado pela instituição Kaleydos e a incubadora Quintessa e é finalista do Prêmio Itaú 2018.

Futuramente, a expectativa é que o WatchIn seja viabilizado em larga escala e atinja um público não só de pessoas que necessitam deste tipo de serviço.

MaisPB

Leia Também