João Pessoa, 28 de setembro de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
rússia

‘Cemitério’ guarda mais de 300 carros da era soviética

Comentários:
publicado em 28/09/2018 às 10h36
atualizado em 28/09/2018 às 10h38
A- A+
Foto: Maxim Shemetov/Reuters

Na remota vila de Chernousovo, o mecânico aposentado Mikhail Krasinets guarda mais de 300 carros da era soviética em ruínas, remanescentes de uma indústria automobilística que teve seu auge e se desintegrou com a queda da União Soviética.

Seu museu a céu aberto, a cerca de 260 quilômetros ao sul de Moscou, capital da Rússia, atrai um punhado de amantes de automóveis e nostálgicos no verão, mas poucos fazem a viagem até o local isolado, que alguns dizem se assemelhar a um cemitério automotivo.

Krasinets comprou seu primeiro carro em 1981, quando trabalhou na fábrica da AZLK em Moscou, que produziu o popular modelo Moskvitch, cujo nome significa um nativo de Moscou.

Com o tempo, seu hobby começou a ocupar cada vez mais espaço e, por fim, a Krasinets foi forçado a realocar seus adorados carros antigos, que incluíam Moskvitch, Volga e outros modelos.

“Em Moscou, tive problemas para armazenar meu equipamento”, disse ele. “Eu consultei minha esposa. Precisamos sair e vir aqui para a nossa fazenda.

A maioria dos carros em sua coleção está enferrujada e amassada e partes estão espalhadas entre o labirinto de veículos na propriedade.

Mas para Krasinets, eles são relíquias inestimáveis do passado. “Eu prefiro passar fome do que vender qualquer coisa”, disse ele.

G1

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também