João Pessoa, 18 de novembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
EM BRASÍLIA

Após maratona posse, Dilma se reúne com autoridades internacionais

Comentários:
publicado em 02/01/2015 às 17h33

No primeiro dia após ter sido empossada para o segundo mandato, a presidente Dilma Rousseff se reuniu nesta sexta-feira (2) com autoridades internacionais no Palácio do Planalto, em Brasília. Sem compromissos previstos para esta tarde, ela deve viajar para a Base Naval de Aratu (BA) para alguns dias de descanso.
Dezenas de delegações estrangeiras estiveram em Brasília nesta quinta (1º).

O vice-presidente dos EUA, Joe Biden, a presidente do Chile, Michelle Bachelet, e o presidente do Uruguai, José Mujica, são algumas das autoridades internacionais que acompanharam a solenidade de posse.

Nesta sexta, Dilma se reuniu com o colega venezuelano Nicolás Maduro; com o vice-presidente da China, Li Yuanchao; com o presidente de Guiné Bissau, José Mário Vaz; e com o primeiro-ministro da Suécia, Stefan Lofven. Ao todo, os encontros duraram cerca de três horas.

Único a falar com a imprensa após se reunir com Dilma, Maduro afirmou ter “confiança política” no Brasil e ressaltou que nos últimos 12 anos foi construído “novo tipo” de relação entre os países. A jornalistas, ele defendeu que no segundo mandato de Dilma Brasil e Venezuela levem “à frente” as relações diplomáticas.
“Temos confiança política no Brasil, nós conhecemos o governo e os distintos setores econômicos. Temos confiança. Então, foi uma reunião, digamos, muito auspiciosa, sobre relação que agora neste segundo governo da presidente Dilma vamos levar à frente. Agradeci muito à solidariedade que o Brasil tem tido com a Venezuela”, disse

Maduro

No primeiro discurso do segundo mandato, no Congresso Nacional, a presidente abordou temas ligados às relações diplomáticas do Brasil com o Mercosul (Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Venezuela), países africanos e Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), além de defender a ampliação do relacionamento com os Estados Unidos.

“Manteremos a prioridade à América do Sul, América Latina e Caribe, que se traduzirá no empenho em fortalecer o Mercosul, a Unasul e a Comunidade dos Países da América Latina e do Caribe (Celac), sem discriminação de ordem ideológica”, garantiu.

Cansaço

A cerimônia de posse de Dilma durou aproximadamente quatro horas – entre desfiles em carro aberto, pronunciamentos no Congresso e no Palácio do Planalto e posse dos 39 ministros. Por volta das 19h, a presidente seguiu para um coquetel no Palácio do Itamaraty, sede do Ministério das Relações Exteriores.

A pessoas próximas, Dilma relatou estar cansada após o coquetel e com dores nas pernas. No coquetel, ela ainda se reuniu com Joe Biden e a diretora-geral da Unesco, Irina Bokova.

Em razão da maratona da cerimônia de posse, a presidente passará o fim de semana na Base Naval de Aratu (BA), onde costuma descansar. A filha dela, Paula Araújo, e o neto, Gabriel, deverão acompanhá-la na viagem ao litoral baiano. Segundo a assessoria de imprensa da presidente, ela embarca para a Bahia às 15h desta sexta e a previsão é de que fique até a proxima quarta-feira (7).

G1

Leia Também