João Pessoa, 17 de agosto de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
conscientização

Motoristas de ônibus de JP têm um dia de ciclista

Comentários:
publicado em 17/08/2018 às 10h09

Preparar os motoristas de ônibus para garantir a segurança dos ciclistas em meio ao trânsito. Esse é o objetivo da terceira edição do Programa Humanizar, implantado pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) por meio de sua Superintendência de Mobilidade Urbana (Semob-JP).

O programa, que envolve aulas teóricas e práticas, coloca motoristas, cobradores e despachantes das empresas de transporte coletivo urbano no lugar dos ciclistas com a intenção de ampliar a sensibilidade e o cuidado no momento em que estiverem atrás do volante. Neste sábado, dia 18 de agosto, comemora-se o Dia Nacional do Ciclista.

Denominada “Motorista Amigo do Cciclista”, a edição 2018 do Programa Humanizar teve início em janeiro e vai se estender por todo o ano.  O projeto acontece todas as sextas na Estação Cabo Branco e na Estação das Artes, recebendo grupos das seis empresas de transporte urbano. Ao final, mais de dois mil profissionais terão passado pela capacitação.

“Nossa expectativa é que eles voltem às ruas com uma nova mentalidade na forma com que divide as vias com os ciclistas. A Semob tem atuado com empenho no sentido de garantir um trânsito humanizado e que priorize o transporte público, o pedestre e o ciclista”, afirmou o superintendente Adalberto Araújo.

As aulas envolvem não apenas motoristas, mas também cobradores e despachantes. “O que pretendemos com isso é que haja um alinhamento na linguagem entre as categorias”, afirmou a coordenadora do Programa, Sandra Araújo. O treinamento tem início com aulas teóricas, que envolvem toda a legislação de trânsito referente ao ciclista, bem como orientações de comportamento para os profissionais.

Na segunda etapa, de viés prático, motoristas assumem o lugar do ciclista. Eles montam bicicletas fixas que são ultrapassadas por um ônibus em velocidade por duas vezes. Na primeira com proximidade inferior ao que é determinado para o trânsito e na segunda dentro do que é previsto por lei. A atividade é realizada em um ambiente controlado e com a participação de profissionais capacitados.

Entre os motoristas que já passaram pelo projeto, a perspectiva é de uma nova relação com os ciclistas nas vias. “Eu trabalho com isso há 30 anos e nunca tinha sentido tanto medo”, afirmou Telmo Albuquerque. Ivon Lima, que também é condutor, conta que ficou nervoso ao se colocar no papel do ciclista. “É importante tanto para ciclista quanto para o motorista. Confesso que fiquei nervoso durante teste, me senti um ciclista e vi que incomoda bastante”, afirmou.

O motorista José Anchieta Oliveira diz que também costuma andar pela cidade como ciclista, por isso comemorou a realização do programa. “É muito importante porque quem só trabalha no volante vai ter mais cuidado. Nós profissionais é que temos que ter mais atenção com os veículos menores. É um ser humano que está ali trafegando e nós temos que respeitar”, declarou.

Essa é a terceira edição do Programa Humanizar, que tem sido realizado desde 2016. Na primeira edição, o foco da iniciativa foi a motivação, relações interpessoais, comunicação e inteligência emocional dos quase dois mil motoristas, cobradores e despachantes. No segundo ano, o programa trabalhou a questão da liderança, dessa vez atuando diretamente com 300 despachantes e chefes de tráfego das empresas de ônibus.

MaisPB

Leia Também