João Pessoa, 20 de julho de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
REVELAÇÃO

“Já corri muito de tarado no ponto de ônibus”, revela Daniela Albuquerque

Comentários:
publicado em 20/07/2018 às 09h31

Quem vê Daniela Albuquerque apresentando às quintas-feiras o “Sensacional”, na RedeTV!, não imagina alguns perrengues que ela já passou antes da fama. Prestes a completar 36 anos no domingo (22), a aniversariante ganhou uma homenagem e contou trechos curiosos de seu passado.

“A vida toda quase fui piolhenta, devo ter o sangue doce. Peguei até depois de casada”, diverte-se a mulher de Amílcare Dallevo, presidente da RedeTV!, revelando já ter sofrido assédio sexual. “Já corri de tarado! Quando morava em São Paulo, acordava 6h da manhã para pegar busão e trabalhar. Já corri muito de tarado no ponto de ônibus”.

Ela recorda uma situação que a tirou do sério quando a filha mais velha, Alice, nasceu. “Eu demorei muito para apresentá-la nas redes sociais e uma jornalista disse que eu estava vendendo a minha filha para a capa de uma revista. Isso me magoou profundamente. Na hora me deu muita raiva, vontade de socar a pessoa de porrada”.

A infância de Daniela em Dourados (MS) foi humilde. “Eu morava numa casa de fundos, muito pequenininha, não tinha muitos brinquedos. A casa da vizinha da frente era mais chique e no fundo tinha uma edícula. Descobri que ela guardava todas as bonecas de infância nesse depósito. Aí eu e a minha irmã subíamos o pé de pêssego, eu pegava um monte de boneca, brincava a tarde inteira e no fim do dia pulava e devolvia tudo”.

UOL

Leia Também