João Pessoa, 16 de Maio de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
audiência pública

ALPB e CRM debatem prevenção ao câncer

Comentários:
publicado em 16/05/2018 às 16h22
atualizado em 16/05/2018 às 16h30

Aconteceu na manhã desta quarta-feira (16), no auditório do Conselho Regional de Medicina da Paraíba, em João Pessoa, uma audiência pública para debater a importância da prevenção do câncer do aparelho digestivo.

A propositura foi feita pelo deputado estadual Nabor Wanderley (PRB) que alertou para os índices alarmantes apresentados pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA), onde aponta um aumento de mil novos casos só no estado da Paraíba.

De acordo com Gláucio Nóbrega a prevenção é a única arma para diminuir os altos índices de casos de câncer do aparelho digestivo, principalmente, porque em sua maioria a doença demora a manifestar os sintomas. Na ocasião, o médico elogiou a iniciativa do deputado em institucionalizar a Semana Estadual de Conscientização e Orientação sobre o Câncer do Aparelho Digestivo, através da Lei 11.060/2017.

Para o Presidente da Sociedade da Endoscopia Paraibana, Edgar Targino, prevenir o câncer é uma forma também de economia para os cofres públicos, uma vez que o tratamento da doença é bastante oneroso para o Estado.

“O Estado vai gastar bem menos com programas de prevenção ao câncer do que com o tratamento da doença. Assim, a Lei do deputado Nabor é muito importante para conscientizar tanto a população como também os gestores públicos”, ressaltou Edgar.

Participaram também do debate o presidente do Conselho Regional de Medicina da Paraíba, Dr. João Medeiros, o Promotor de Justiça e diretor geral do MP-Procon, Glauberto Bezerra, a presidente da Sociedade Paraibana de Coloproctologia, Dra. Denise de Albuquerque, o cardiologista Dr. Mário Toscano, entre outros médicos e autoridades.

Diante das questões levantadas e a unanimidade da importância da prevenção do câncer do aparelho digestivo, o deputado Nabor sugeriu ampliar o programa de prevenção de uma semana para o mês todo.

 “Todos nós sabemos quantas vidas podem ser salvar se o câncer for diagnosticado precocemente. Temos um mês dedicado à prevenção do câncer de mama, um mês voltado para o câncer de próstata e porque não dedicarmos um mês para a prevenção do câncer do aparelho digestivo? Vamos ver a possibilidade de ampliarmos a Semana Estadual de Conscientização para que seja feito durante o mês todo, além também de ver junto ao Governo do Estado a possibilidade da realização de exames para a população carente que muitas vezes demoram meses e até anos para conseguir fazer o exame solicitado pelo médico”, sugeriu Nabor.

 MaisPB

Leia Também