João Pessoa, 16 de maio de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
lesão

Neymar diz que jogar Copa será maior desafio da carreira

Comentários:
publicado em 16/05/2018 às 15h01
atualizado em 16/05/2018 às 15h04
(Foto: CHRISTOPHE SIMON/ AFP)

As vésperas da Copa do Mundo, a torcida brasileira mantém a expectativa sobre a recuperação de Neymar e do possível desempenho do craque na Rússia, após três meses sem entrar em campo. E o próprio astro admite que voltar aos gramados imediatamente antes do Mundial é um cenário adverso. Em transmissão ao vivo nas redes sociais de um de seus patrocinadores, o camisa 10 foi questionado sobre o maior desafio de sua carreira, e apontou justamente este momento.

– Acho que o maior desafio até hoje está sendo esse agora, estar machucado. Essa lesão vem sendo difícil, e o maior desafio é agora a Copa do Mundo, vindo de lesão, três meses sem jogar. Acho expectativa é muito grande, não só para os torcedores, mas para mim também. Acho que é o maior desafio que estou enfrentando – disse Neymar, em entrevista ao personagem Bolívia Zica, do canal Desimpedidos.

O astro – que tem presença esperada em treino aberto do PSG nesta quarta-feira – afirmou que já vem treinando com bola, e que sua recuperação caminha bem. Lembrando as dificuldades do processo que teve início no começo de março, após cirurgia no quinto metatarso do pé direito, citou receio de não estar apto para defender a Seleção na Copa.

– Foi difícil. Eu estava em uma boa temporada, vindo bem, e do nada acabei machucando. Nunca tinha passado por isso, foi uma experiência nova, que nunca mais quero passar na minha vida. Serviu de aprendizado, para me dedicar ainda mais aos treinamentos, jogos, superar os medos. Mais um obstáculo na minha vida. Mas deu tudo certo. A gente espera voltar melhor ainda. Deu um certo medo de não chegar a tempo, mas depois que fizeram os exames, avaliaram, falaram da cirurgia, fiquei mais tranquilo.

Ao ser perguntado se rasparia a cabeça se conquistasse a Copa do Mundo, Neymar disse que após o Mundial “faria o que você quiser” e garantiu não ter pensado em um penteado especial para o torneio. O atacante disse se incomodar com críticas de “pessoas que passaram pela mesma carreira de jogador de futebol” e afirmou que “não admite” quando o assunto é sua vida fora de campo, em vez da performance dentro das quatro linhas.

– Fora de campo eu não admito. Cada um vive sua vida da maneira que quiser. Sei das minhas responsabilidades, das coisas que tenho que fazer. E fora dela quem manda na minha vida sou eu, quem tem que saber dela sou eu e minha família, mais ninguém. Mas dentro de campo pode falar mal, pode cornetar, que a gente aguenta.

 Neymar disse que a maior inspiração para jogar a Copa “é jogar futebol” e projetou que um título do Mundial superararia a emoção de conquistar a medalha de ouro na Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016.

– Foi uma mistura de emoções muito grande. Depois que fiz o gol ali, acho que saiu o peso. Tava com vontade de correr, de gritar, de ir para arquibancada, como fui – lembrou.

 GloboEsporte

Leia Também