João Pessoa, 26 de abril de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
Na PRISÃO

Gleisi critica proibição de visita médica a Lula

Comentários:
publicado em 26/04/2018 às 14h50
atualizado em 26/04/2018 às 14h56
FOTO: Edilson Rodrigues/Agência Senado

A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) criticou a juíza Carolina Lebbos, que proibiu médicos de visitarem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na prisão em Curitiba. Em discurso no Plenário, a parlamentar lembrou que o petista tem 72 anos e já enfrentou um câncer e disse que agora ele está isolado numa cela injustamente.

– Lula tem problemas de saúde. Uma decisão como essa coloca em risco sua vida. Quem é essa juíza para determinar o que é urgente e necessário no tratamento médico? Estamos fazendo uma denúncia internacional sobre isso. Não é possível que ele seja tratado assim – criticou.

Gleisi citou avanços promovidos pelo governo Lula e afirmou que se trata do maior líder popular da história, que, mesmo preso, consegue ser líder absoluto nas pesquisas de intenção de votos.

– Por isso a bandeira mais importante que eu posso defender neste Senado, a luta mais importante que eu posso travar aqui dentro e travar também como presidente do PT é a liberdade de Lula. Porque ele hoje sintetiza a esperança e a confiança do povo brasileiro. Não fosse isso, esse homem perseguido, injustiçado, desconstruído pela mídia não estaria em primeiro lugar nas pesquisas, mesmo preso – afirmou.

Os senadores Regina Sousa (PT-PI), Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), Paulo Paim (PT-RS) e Jorge Viana (PT-AC) também lamentaram a situação em que se encontra o ex-presidente Lula.

Agência Senado

Leia Também