João Pessoa, 24 de Abril de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
DINHEIRO/MAISTV

Juros altos fazem cheque especial não ser recomendado

Comentários:
publicado em 24/04/2018 às 14h34
atualizado em 24/04/2018 às 16h18

Os bancos vão oferecer aos clientes a opção de parcelamento do cheque especial com juros mais baixos, a partir de julho. O contador Edson Franco desaconselhou o uso desta linha de crédito, pois ela apresenta os maiores juros da economia. Além disso, é responsável pelo grande número de devedores no SPC/SERASA.

“No caso do cheque especial, os juros são mais altos porque é liberado um crédito sem muitos critérios. Oferece um limite sem muita contrapartida ao contrário de outros instrumentos financeiros. O valor é colocado acreditando que o cliente conseguirá paga-lo. Se não pagar, terá que arcar com os juros embutidos. Como a taxa de juros é alta, o risco aumenta. O ideal é não fazer uso do cheque especial a não ser que isso tenha sido planejado anteriormente e caiba no orçamento”, esclareceu em entrevista à MaisTV, canal de vídeo do Portal MaisPB.

O especialista explica que o cheque especial nada mais é do que uma espécie de empréstimo,  um microcrédito concedido ao cliente pelos bancos para ser utilizado em caso de necessidades.Ao depositar um valor na conta, o banco dá um crédito, porém, se for usado terá que  ser coberto para que os juros não sejam cobrados.

O contador aconselha que o ideal é procurar linhas de créditos com valores mais baixos e mais planejadas cabendo ao dono da conta controlar as movimentações.

Confira a entrevista completa

MaisPB

Leia Também