João Pessoa, 19 de abril de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
busca e apreensão

Operação mira suspeitos de fraudar TV por assinatura

Comentários:
publicado em 19/04/2018 às 10h32
atualizado em 19/04/2018 às 10h33

O Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) deflagrou nesta quinta-feira (19) a operação Takedown, que cumpre 22 mandados de busca e apreensão em São Paulo e em outras cidades da Região Metropolitana.

Os alvos são integrantes de um grupo que operava fraudes a partir do acesso a servidores de duas grandes operadoras de internet e TV por assinatura. Eles criavam planos paralelos que eram vendidos por firmas especializadas em instalação de equipamentos de televisão e informática, as quais desembolsavam de R$ 3 mil a R$ 5 mil para participar das fraudes por 15 dias.

Segundo policiais da 4ª Delegacia DIG (Investigações de Crimes Cometidos por Meios Eletrônicos), que investigaram o caso por 12 meses, os clientes acreditavam estar assinando um serviço oficial, por preços mais baratos, oferecidos por representantes oficiais. O Deic acredita que o prejuízo das operadoras pode ter chegado a R$ 3 milhões.

O esquema, dizem os policiais, era operado a partir de uma empresa de informática localizada em Barueri, cujo proprietário é ex-funcionário de uma das operadoras atingidas. Ele mantinha uma linha em seu servidor que dava acesso ao banco de dados dos clientes dos serviços, e podia alterar as fichas cadastrais e as mensalidades dos assinantes.

O Deic também cumpre mandados em Jandira, Mogi das Cruzes e Osasco. O nome da operação, Takedown, vem de um jargão em inglês que significa derrubar uma grande estrutura.

G1

Leia Também