João Pessoa, 17 de abril de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
futebol

Brasileiro que agrediu treinador faz críticas: “Má pessoa”

Comentários:
publicado em 17/04/2018 às 09h13

O vídeo do meio-campo brasileiro Thiago dos Santos, do Nacional Potosí, empurrando o treinador Edgardo Malvestiti ao ser substituído aos 32 minutos do jogo contra o Sport Boys, pelo Campeonato Boliviano, na noite de segunda-feira passada, viralizou rapidamente e chocou muita gente. De cabeça fria depois da partida, o jogador tentou explicar por telefone o que aconteceu entre ele e o técnico, mostrou arrependimento, mas não poupou o comandante de críticas – seu time empatava por 0 a 0 quando saiu e acabou perdendo por 4 a 0.

“Ele sempre faz coisas para me prejudicar. Obviamente que a minha atitude foi equivocada, porque eu estava muito nervoso, e vieram muitas coisas na cabeça. São muitas coisas acumuladas, e não sou só eu que falo, todo mundo tem algo contra ele. Se aqui na Bolívia perguntarem quem quer trabalhar com o Malvestiti, todo mundo vai falar: “Eu não quero””.

Foi a segunda derrota seguida do Nacional Potosí, menos de uma semana depois de perder por 3 a 0 para o Fluminense, na quarta-feira da semana passada, no jogo de ida da primeira fase da Copa Sul-Americana – a volta está marcada para 10 de maio. Segundo o jogador brasileiro, a fama ruim do treinador se estende por outros clubes da Bolívia em que Malvestiti trabalhou.

– Eu sei que muita gente deve estar pensando que o Thiago é o errado, mas se você perguntar aqui na Bolívia, ninguém fala coisas boas sobre esse técnico, porque ele não é uma boa pessoa.

Há três anos no futebol boliviano, Thiago ressalta o bom relacionamento que sempre cultivou em todos os clubes em que passou e vê na postura do técnico uma implicância com jogadores brasileiros.

Globoesporte

Leia Também