João Pessoa, 10 de abril de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
curitiba

Em ato pró-Lula, governador Ricardo Coutinho clama: “É tempo de resistir”

Comentários:
publicado em 10/04/2018 às 16h02
atualizado em 10/04/2018 às 19h16

Impedido pela Justiça de visitar o ex-presidente Lula (PT), que se encontra preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, o governador Ricardo Coutinho (PSB) participou de um ato no ‘Acampamento Lula Livre’, nas imediações da PF na tarde desta terça-feira (10). O socialista estava acompanhado do presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Gervásio Maia (PSB).

Primeiro a se pronunciar, Ricardo fez duras críticas à prisão do petista e clamou ‘resistência’ à população. “É tempo de resistir e avançar, agradeço a todos que estiveram neste ato, que deve continuar. Nós estamos aqui de verdade, para deixar claro para o Brasil a situação que o país está passando. Espero que essa resistência possa vencer”, disse.

Segundo o governador, a detenção de Lula traz à tona uma tentativa de desmoralização da política. “Parece surreal que a maior liderança do país, indiscutivelmente, possar estar hoje pagando uma pena dentro ainda de um processo que cabe recurso, em um processo que não tem uma única prova concreta”, afirmou.

Além de Ricardo, outros governadores do Norte e Nordeste estiveram em Curitiba na tentativa de visitar o ex-presidente Lula, mas tiveram o pedido negado pela juíza  Carolina Moura Lebbos, da 12ª Vara da Justiça Federal de Curitiba. Para se comunicar com o ex-presidente, os políticos encaminharam uma carta, confira:

Wallison Bezerra – MaisPB

Leia Também