João Pessoa, 22 de março de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
MAISTV/SAÚDE

Paraíba tem 65 mil pessoas cadastradas para doar medula

Comentários:
publicado em 22/03/2018 às 11h55
atualizado em 22/03/2018 às 15h28

A Paraíba tem atualmente cerca de 65 mil pessoas cadastradas como possíveis doadoras de medula óssea, no Brasil são mais de 4,5 milhões. A desatualização de cadastros, no entanto, preocupa o Hemocentro da Paraíba.

Em entrevista a coluna Saúde, da MaisTV, canal de vídeo do Portal MaisPB, a coordenadora do Hemocentro da Paraíba, Crysemi Benicio, explicou que para se cadastrar como doador basta ir a sede do órgão com um documento de identificação com foto, ter entre 18 e 50 anos e estar saudável.

Ela destaca a necessidade de fazer atualização constante do cadastro, levando em consideração que muitas doações esbarram no fato do possível doador não ser localizador com os dados informados, por exemplo, há cerca de 15 anos.

A doação é um procedimento que se faz em centro cirúrgico, sob anestesia peridural ou geral, e requer internação de 24 horas. A medula óssea do doador se recompõe em apenas 15 dias.

Conforme o Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome), a doação ocorre em casos de doenças do sangue como a anemia aplástica grave, outras anemias adquiridas ou congênitas, e na maioria dos tipos de leucemias, como a mieloide aguda, mieloide crônica e a linfóide aguda.

O transplante pode ser indicado para tratamento de um conjunto de cerca de 80 doenças, incluindo casos de mieloma múltiplo, linfomas e doenças autoimunes.

Confira a entrevista:

MaisPB

Leia Também