João Pessoa, 19 de novembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
TRANSPLANTE RENAL

Luciano assina termo de cooperação com hospital

Comentários:
publicado em 14/11/2017 às 09h21
atualizado em 14/11/2017 às 09h23

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, assinou, na tarde desta segunda-feira (13), um termo de cooperação entre a Prefeitura Municipal (PMJP), o Sistema Único de Saúde (SUS) e o Hospital Memorial São Francisco para a realização de transplante de rins por meio da rede pública de saúde na unidade hospitalar. Com um investimento de R$ 2,2 milhões ao ano, a unidade passa a oferecer o serviço para a população da Capital e municípios pactuados.

“Ficamos muito felizes com esta pactuação que representa a capacidade de melhorar a saúde de nossa população. É um investimento que a Prefeitura está fazendo, em um cenário que não é fácil, pois o Ministério da Saúde não sinaliza recursos para novos serviços nesta área. Mas aqui, diante do planejamento e da necessidade de João Pessoa voltar a ter a condição de fazer transplante, estamos voltando a oferecer o serviço com uma equipe extremamente qualificada para que quem precisa possa ser transplantado aqui mesmo na nossa Capital”, disse o prefeito Luciano Cartaxo.

O termo complementa a pactuação firmada na semana passada com o Hospital Nossa Senhora das Neves para oferecer o transplante de rins e fígado. Com um investimento total de aproximadamente R$ 8 milhões ao ano, o credenciamento dos dois hospitais permite que João Pessoa volte a oferecer este serviço após aproximadamente 10 anos, para que a população que necessita de um destes transplantes possa fazer o procedimento sem se deslocar da cidade.

Equipes credenciadas – Entre os meses de janeiro e setembro deste ano, a Central Estadual de Transplante na Paraíba realizou 140 transplantes, sendo 114 de córnea, 25 de rim e 1 de fígado.

Com o credenciamento de mais duas equipes transplantadoras, a Paraíba passa a ter cinco equipes capacitadas para realização desses procedimentos, sendo três hospitais para transplantes de rins (dois em João Pessoa e um em Campina Grande) e dois para transplantes de fígado, ambos na Capital.

A relação de pacientes que precisam de transplantes é administrada pela Coordenação-Geral do Sistema Nacional de Transplantes (SNT), do Ministério da Saúde (MS), por meio de sistema informatizado, juntamente com a Central Estadual de Regulação. A diretoria de Regulação da Rede Municipal de Saúde ficará responsável em acompanhar e fiscalizar todo o processo dos usuários da rede municipal.

MaisPB

Leia Também