João Pessoa, 25 de outubro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
NO INSTAGRAM

Marina Ruy Barbosa pede desculpas por campanha considerada racista

Comentários:
publicado em 25/10/2017 às 12h31
(Foto: divulgação)

A atriz Marina Ruy Barbosa usou o Instagram para pedir desculpas por ter participado de uma campanha publicitária considerada racista. A marca Personal, da Santher, anunciou na última segunda-feira (23) o lançamento do primeiro papel higiênico preto do Brasil e contratou a atriz como garota-propaganda.

“Lamento profundamente que algumas pessoas tenham interpretado o trabalho publicitário da Santher de forma diferente do que foi idealizado”, escreveu Marina no Instagram. “Tenho certeza de que essa nunca tenha sido a intenção da marca e das pessoas que criaram esta ação, a de seguir por este caminho polêmico ou desrespeitar qualquer tipo de pessoa”, continuou.

“Independente de tudo isso, eu lamento muito, de verdade, e peço desculpas às pessoas que se sentiram afetadas. Estou bem triste por tudo isso e espero que entendam que jamais foi feito com a intenção de ofender! Com amor, Marina”, finalizou a atriz.

A fabricante do papel também se desculpou pelas redes. “Gostaríamos de esclarecer que jamais tivemos qualquer intenção de provocar uma discussão de cunho racial através da campanha de lançamento do nosso Papel Personal Vip Black”, diz nota da Personal.

Porconta da polêmica envolvida, a marca decidiu retirar o slogan da campanha. “Buscamos enfatizar a beleza e sofisticação da cor preta, ressaltando seu luxo e refinamento, em uma associação equivocada da frase adotada pelo movimento negro, que tanto respeitamos e admiramos. Sempre é tempo de aprender”.

Polêmica
Como slogan da campanha foi utilizada a frase Black Is Beautiful (preto é lindo, em português), que foi considerada racista por tirar de contexto a expressão criada como símbolo da resistência negra norte-americana nos anos 1960. Tanto a Santher quanto a agência Neogama, que produziu a campanha, pediram desculpas pelo incidente e não vão mais usar o slogan na promoção do novo produto.

Correio 24 Horas

Leia Também