João Pessoa, 07 de outubro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
BRASÍLIA

Reunião discute leilão de terminais de Porto

Comentários:
publicado em 07/10/2017 às 08h54
atualizado em 07/10/2017 às 11h48

O deputado federal Wilson Filho (PTB) recebeu a diretora presidente da Companhia Docas da Paraíba (Docas-PB), Gilmara Temóteo, em reunião em Brasília, para tratar sobre os leilões dos terminais de derivados de petróleo que vão permitir um investimento de R$ 25 milhões na área primária do Porto de Cabedelo e R$ 60 milhões na modernização e expansão do equipamento.

Wilson Filho destacou a necessidade de melhorar a infraestrutura do Porto, aumentando a sua capacidade de oferecer um maior armazenamento e possibilitando maior escoamento da produção paraibana e dos produtos que chegam ao Estado. “Investir no Porto é investir na melhoria da economia paraibana. É gerar mais emprego e renda para o nosso Estado. Por isso, não medimos esforços para contribuir com as melhorias no Porto”, declarou.

Conforme explicou a diretora da Companhia Docas, somente na área primária os leilões vão possibilitar a pavimentação e rede de drenagem de todo o local, além de reformular toda a parte elétrica e de combate a incêndio, e aumentar a capacidade de armazenamento de combustíveis do Porto de 77 milhões de litros para 110 milhões.

Gilmara Temóteo agradeceu ao deputado Wilson Filho pelo empenho e dedicação que tem destinado aos projetos do Porto de Cabedelo em Brasília. “Ele tem sido a voz do Porto em Brasília, sempre levantando a bandeira dos nossos pleitos junto ao Governo Federal”, disse.

No encontro, também foi tratado sobre a possibilidade de reverter os lances dados por esses investidores nos leilões para a dragagem do canal de acesso e bacia de evolução do Porto de Cabedelo, que atualmente tem 9,14 metros e com investimento passaria para 11 metros, fazendo navios com até 50 mil toneladas de produtos possam atracar no local.

A reunião contou ainda com a presença do representante do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil e presidente do Conselho de Autoridade Portuária (CAP) do Porto de Cabedelo, Disney Barroca, e do assessor de Planejamento da Docas-PB, Alessandro Marques.

MaisPB

Leia Também