João Pessoa, 19 de setembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
POLÊMICA

Justiça proíbe peça que traz Jesus como transgênero

Comentários:
publicado em 16/09/2017 às 17h44

A Justiça proibiu a apresentação da peça de teatro “O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu” que seria encenada na noite de sexta-feira (15) no Sesc de Jundiaí (SP).

O espetáculo é uma mistura de monólogo e contação de histórias e traz Jesus representado por uma mulher transgênero.

O grupo teatral que encenaria o espetáculo – classificado para maiores de 18 anos – lamentou a decisão da Justiça, mas disse que vai continuar com a peça em cartaz.

Em uma publicação nas redes sociais, a diretora da peça disse que esta é primeira vez que o espetáculo é impedido de acontecer.

Ela afirmou ainda que o conteúdo da liminar concedida pelo juiz Luiz Antonio de Campos Júnior, da 1º Vara Cível de Jundiaí, que resultou no cancelamento, “é um tratado de fundamentalismo e preconceito”.

“O espetáculo busca resgatar a essência do que seria a mensagem de Jesus: afirmação da vida, tolerância, perdão, amor ao próximo. Para tanto, Jesus encarna em uma travesti, na identidade mais estigmatizada e marginalizada da nossa sociedade. A mensagem é de amor, mas é também provocadora”, diz na publicação.

O Sesc emitiu uma nota de esclarecimento dizendo que o espetáculo provoca reflexões em torno de questões de gênero e informando que recorreu da decisão.

Neste sábado (16), o espetáculo deve ser apresentado em São José do Rio Preto e no domingo (17) em Santo André, também nas unidades do Sesc

G1

Leia Também