João Pessoa, 23 de agosto de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
SANTA RITA

Mulher foi assassinada por não atender ligações

Comentários:
publicado em 20/06/2017 às 11h14
atualizado em 20/06/2017 às 16h00
A- A+

A Polícia Civil da Paraíba trabalha com a hipótese de crime passional no caso da morte de Djalmira da Silva Nascimento, que foi encontrada enrolada em um lençol e com as mãos amarradas dentro de um canavial na cidade de Santa Rita, na manhã do último domingo (18). O suspeito do crime é o polidor de carro, Edmilson Carvalho da Silva, com quem a vítima mantinha um relacionamento amoroso. Ele foi preso na noite desta segunda-feira (19).

Em contato com o Portal MaisPB, o delegado responsável pelas investigações, Carlos Oton, da Delegacia de Santa Rita, contou que no telefone do suspeito foram encontradas dezenas de ligações rejeitadas pela vítima.

A Polícia Civil também foi informada da presença do carro dele parado na frente da casa da mulher no dia do crime.

“Ele estava se relacionando com a vítima esporadicamente e há algum tempo frequentava a casa dela. Algumas testemunhas viram um veículo Celta branco parado na madrugada do sábado para o domingo na frente da casa da vítima”, afirmou.

O delegado disse ainda que testemunhas viram o momento que a mala do carro foi aberta e alguém colocou algo pesado, o que pode ter sido o corpo da mulher.

“Testemunhas informaram que viram alguém abrir a porta malas desse veículo e colocar uma coisa pesada o que nós acreditamos ser o corpo da vítima”, afirmou.

Carlos Oton revelou ainda que, chegando na delegacia, o homem entrou em contradição e  por isso foi preso. A  polícia também encontrou vestígios de sangue no porta malas do veículo.

O suspeitojá responde por violência doméstica contra uma ex-esposa. Na tarde de hoje ele participará de uma audiência de custódia na comarca de Santa Rita onde a juíza deverá decidir se mantém ou não ele preso.

Segundo o delegado, o suspeito não confessou o crime.

Roberto Targino – MaisPB

Leia Também