João Pessoa, 18 de agosto de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
PREVENÇÃO

Bombeiros fiscalizam venda de fogos

Comentários:
publicado em 19/06/2017 às 10h32
atualizado em 19/06/2017 às 12h35
A- A+

São João chegando, e além das festas, comidas típicas e muito forró, muita gente usa os fogos de artifícios para se divertir. Mas tem quem se empolgue e pode levar a brincadeira longe demais.  O tenente-coronel Macena, falou ao Portal MaisPB sobre alguns cuidados  que devem ser tomadas ao manusear os inflamáveis.

A corporação iniciou a operação ‘São João Seguro’, onde são fiscalizados os locais que estão liberados para venda de fogos. Também são apuradas denúncias de venda ilegal dos materiais.

O tenente-coronel destaca a necessidade de ler os rótulos: “Todo rótulo deve ter procedência com CNPJ e responsável químico”, disse ele. Ele ressalta que fogos de artifícios manuais não devem ser usados por crianças. E caso não tenha qualquer descrição do material, de forma alguma a criança poderá utilizar.

Os pais também devem estar atentos ao tipo de fogo descrito nos rótulos. Crianças só podem brincar com fogo classe A, e ainda assim, com a supervisão dos pais.

E quando a brincadeira acabar de forma indesejada, o tenente-coronel deu algumas orientações: jamais utilizar pasta de dente, gelo ou qualquer coisa que seja indicado por quem não tem conhecimento de queimaduras, também é indicado não mexer no ferimento. Segundo ele, o ideal é apenas resfriar o local com água natural e encaminhar a vítima ao hospital.

Em caso de incendiar a roupa, a pessoa não deve sair correndo. O correto é se jogar no chão e ser acolhido com manta úmida para diminuir o fogo. O militar solicitou que as pessoas utilizem os fogos de artifício em locais que tenham a presença do Corpo de Bombeiros.

O Corpo de Bombeiros também está recebendo denúncias por telefone. Qualquer pessoa que souber de algum lugar que está comercializando ilegalmente os fogos pode ligar para o 193. Os locais liberados para venda são próximos ao estádio Ronaldão e Almeidão.

MaisPB

Leia Também