João Pessoa, 22 de outubro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
prevenção

Crianças são maiores vítimas de queimaduras

Comentários:
publicado em 18/06/2017 às 17h44
atualizado em 18/06/2017 às 22h02

Nessa época de festejos juninos, os riscos com queimaduras aumentam no Nordeste. Mas, esse não é um problema restrito a um período do ano ou a uma região. Ele está presente o ano inteiro, principalmente em casa, onde, segundo o Ministério da Saúde, acontece o maior número de acidentes. Você sabe o que fazer em caso de queimadura? Água corrente em temperatura ambiente e orientação médica são as melhores soluções. O melhor mesmo, no entanto, é se prevenir, pois as sequelas podem ser graves.

As crianças são as maiores vítimas. Por isso, a vigilância com elas tem que ser bem maior. Idosos também estão bastante suscetíveis pela mobilidade reduzida. Mas, uma coisa é certa: todos devem tomar cuidado. É preciso ter bastante atenção, mesmo quando estiver fazendo atividades corriqueiras, como cozinhar, passar roupas e até usando chapinha no cabelo (confira abaixo dicas para evitar queimaduras).

As queimaduras são lesões na pele, músculos e olhos e podem ser de origem térmica, química, radioativa ou elétrica. Elas podem ser de primeiro, segundo e terceiro grau. Quanto maior o grau, maior possibilidade de sequelas.

O cirurgião plástico Thiago Henrique de Araújo Lino, médico cooperado da Unimed João Pessoa, orienta que a primeira medida a ser tomada quando ocorre esse tipo de acidente é resfriar a área queimada. “Não precisa ser com água gelada. Pode ser água da torneira mesmo, que já se encontra na temperatura mais baixa que a área queimada”, explicou. Em queimadura de segundo grau, por exemplo, é comum a formação de bolhas. Nesse caso, ela não deve ser estourada. “A pessoa deve procurar atendimento adequado em uma unidade de saúde”, recomendou.

Alguns mitos também podem prejudicar o tratamento de queimados, como a aplicação de determinados tipos de produtos ou substâncias na área afetada. “Nenhum produto, como pasta de dente, café, pomadas, deve ser usado em cima da queimadura. Apenas água corrente”, alertou o cirurgião plástico.

Dicas importantes

Veja algumas atitudes que podem ajudar a evitar queimaduras:

– Coloque as panelas nas bocas traseiras do fogão e com os cabos virados para trás ou para o lado para evitar que as crianças puxem

– Mantenha cabos e alças em bom estado, para evitar que se soltem e derramem o conteúdo quando você erguer as panelas

– Evite a presença de crianças na cozinha quando estiver utilizando o forno ou o fogão

– Nunca deixe fósforos e isqueiros ao alcance de crianças

– Evite utilizar qualquer tipo de chama dentro de casa, seja para aquecimento, seja para iluminação.

– Mantenha o ferro de passar, secador de cabelo e chapinha longe das crianças

– Guarde solventes, combustíveis (como o álcool) e outros produtos químicos em recipientes adequados, devidamente fechados e fora do alcance de crianças

– Use protetores nas tomadas elétricas e não as sobrecarregue com vários equipamentos

– Não deixe as crianças manusearem fogos de artifício. Para o adulto, é primordial seguir as instruções da embalagem

– Tenha muito cuidado com fogueiras nas festas juninas. O ideal é que as crianças fiquem longe

– Evite manipular álcool próximo a cigarros, charutos, fósforos acesos, churrasqueiras e fogueiras

– Fogo e bebida não combinam. Evite

Como proceder em caso de acidente

– Coloque água corrente em temperatura ambiente no local afetado

– Nunca estoure a bolha ou aplique qualquer produto no local. Sal, manteiga, pasta de dente e pomadas podem agravar a situação ou dificultar um diagnóstico preciso

– Se houver roupa grudada na lesão, não remova. Não coloque algodão ou gaze em cima da lesão

– Todo tipo de queimadura requer atendimento médico especializado logo após a prestação de primeiros socorros

– Em caso de emergência, ligue para  Corpo de Bombeiros: 193

MaisPB com Unimed-JP

Leia Também