João Pessoa, 22 de setembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
EM CANCÚN

Brasileiro morre no México e irmão está ‘escondido’

Comentários:
publicado em 12/01/2015 às 14h42

O paranaense Dealberto Jorge Silva foi encontrado morto em Cancún, no México, depois de viajar para a cidade, no dia 2 de janeiro, para o casamento de um amigo. O brasileiro estava acompanhado do irmão Fernando, que está ‘escondido’, segundo amigos da família disseram ao Terra.

Segundo o grupo de amigos, a família, que mora em Jaraguá do Sul, ainda não sabe o que aconteceu com Dealberto e não tem informações detalhadas sobre o que teria causado sua morte. Alguns jornais locais e imprensa online afirmam que ele teria caído de 12º andar de um resort, mas os amigos da família não confirmaram a informação.

“Achamos estranho essa informação do resort, porque ela primeiramente surgiu em um jornal do estado dizendo que a embaixada confirmou, mas eles não falaram nada ainda”, afirma uma das amigas.

Sobre o fato de terem se envolvido em brigas, que foi uma das causas levantadas na imprensa para um possível sequestro seguido de morte, as fontes contactadas disseram duvidar. “Os dois eram homens maduros, não eram moleques. São estranhas essas especulações de terem se envolvido em briga. As informações estão todas desencontradas”, afirmaram.

Em um áudio de Whatsapp, que circula pela internet, que, supostamente, Dealberto teria gravado, ele teria citado uma mulher russa. “Irmão, estou para ser sequestrado por aquela amiga da Marqueti, a russa. Tá muito fo**, tem muita gente, tá muito estranho, cara. E avise a polícia federal. Tô muito f**, entendeu? Tô muito f**. Estou passando em frente ao hotel De Royal, em Cancún, praia del Carmen, e está todo mundo me olhando. Já tá vindo carro. Tem alguma coisa estranha, muito estranha. Então, só avise a imigração que estou com problemas. Avise a polícia. Muito estranho”, diz a mensagem.

Um amigo de Dealberto, pai de Dealberto e Fernando, ouviu o áudio. Abalado, ele diz que é realmente sua voz. “A voz é dele. Mas, o Beto [o pai] não sabe o que aconteceu. Ele disse que, talvez, tenham tido algum problema, mas não sabemos de nada. Está tudo muito estranho”, conta.

Ninguém sabe quando o áudio teria sido gravado, nem a data de morte do brasileiro. A última mensagem postada no Facebook pelos irmãos foi no dia 7 de janeiro, três dias depois da data do casamento do amigo.

“Os amigos dos meninos já voltaram para o Brasil. Voltaram na sexta-feira. Os dois voltariam hoje”, conta outra amiga da família. “Ninguém nem sabe qual dia Dealberto teria morrido. Ainda estamos aguardando pelas informações, é um momento difícil”, diz.

Segundo as fontes, no último contato realizado por Fernando à sua mãe, Marina, entre este domingo e segunda-feira, ele teria falado que estava bem e não deu informações sobre sua localização ou detalhes do que teria acontecido. “Ele disse que estava bem. Ela está em choque e bastante apreensiva porque não tem informações sobre onde o filho está”, disse uma amiga da família que preferiu não se identificar.

O Itamaraty não confirmou as informações e somente afirmou que um brasileiro morreu na cidade mexicana.

Terra

Leia Também