João Pessoa, 20 de novembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
LEITURA

Presença do PSB na gestão de Luciano Cartaxo não vincula apoio à reeleição em 2016, pondera Tôrres

Comentários:
publicado em 13/01/2015 às 00h45

Sobre o impasse gerado pela indefinição da presença do PSB no secretariado do prefeito Luciano Cartaxo (PT), de João Pessoa, o secretário de Comunicação do Estado, Luís Tôrres, fez uma ponderação, na noite desta segunda-feira (12): participar da administração não seria garantia de apoio para as eleições municipais de 2016, mas apenas um sinal de amadurecimento da relação construída em 2014. Ao mesmo tempo, emendou: não estar na gestão também não siginifca que não haverá aliança na próxima eleição na Capital.

Tôrres foi o entrevistado do programa Rede Debate, da RCTV. Questionado sobre a participação do núcleo girassol na Prefeitura da Capital paraibana, ele foi enfático ao afirmar que ainda não há consenso sobre o convite e que essa possibilidade só está sendo avaliada agora, já que, segundo ele, não houve negociações nesse sentido quando os dois partidos firmaram aliança para o pleito de 2014.

“O gesto do prefeito é até natural. Com a vitória nas eleições e a composição do governo Ricardo Coutinho com a participação do PT, o prefeito Luciano Cartaxo admite e diz que tem espaço sim para o PSB na gestão municipal. Mas, isso não foi acordado na construção da aliança em 2014. Participar da administração petista seria um amadurecimento na relação dos dois partidos. Mas, não é um recado para 2016. Não vincula”, avaliou o secretário.

O jornalista contou ainda que enquanto participava da entrevista o governador se reunia com alguns dirigentes da legenda. Contudo, adiantou que o PSB avalia o convite com calma e que não há pressa na decisão. “Acredito que (a avaliação) está dentro do seu tempo. Está seguindo o roteiro. Estamos em janeiro e a participação do PT no governo começou agora”, registrou.

MaisPB

Leia Também