João Pessoa, 28 de abril de 2017 | --ºC / --ºC 05:32 - 2.6 | 11:41 - 0.0 | 17:58 - 2.6 $ Dólar 3,17 - € Euro 3,45

ÚltimaHora
SÃO JOÃO DE CAMPINA

Secretário vê “críticas por conveniências”

Comentários:
21/04/2017 às 12h54 • atualizado em 21/04/2017 às 15h12
A- A+

O coordenador de Comunicação da cidade de Campina Grande, jornalista Marcos Alfredo, comentou, nesta sexta-feira (21), as críticas de artistas que não foram inseridos na programação de ‘O Maior São João do Mundo’de 2017.

De acordo com Marcos Alfredo, era previsível que grade artística heterogênea fosse alvo de críticas, principalmente dos que tiveram o interesse contrariado.  Marcos Alfredo questionou se os mesmos artistas que protestam contra as atrações de renome nacional se os mesmos tivessem sido inseridos na programação.

“Artistas que ficaram de fora da programação se manifestam nas redes sociais evidenciando queixas e mágoas, muitas vezes exagerando nas críticas com base em conceitos que só são válidos quando o interessado não é contemplado com um contrato generoso”, afirmou.

Para Marcos Alfredo, ninguém pode ter lugar cativo na programação do São João, pois ela procura atender aos mais diversos gostos musicais do perfil do público que lota o Parque do Povo.

“Impossível agradar a todos. Cercear o direito de uma considerável parcela do público consumidor a assistir o que gosta é tão brutal quanto impor à população critérios estético-pessoais dos que estão eventualmente no poder”, finalizou.

MaisPB

Leia Também