28 de fevereiro de 2017 - 07:05

última hora

José Gonzaga Sobrinho, mais conhecido como Deca do Atacadão é um empresário e político brasileiro, atualmente é senador da República e filiado ao PSDB.
Foi eleito em 2010, ao lado senador Cássio Cunha Lima (PSDB) como primeiro-suplente.
Em setembro de 2016, após o pedido de licença do titular, o senador Deca tomou posse no Senado Federal.

01 de janeiro de 2016 - 16h06 • atualizado às 16h24

Onde as coisas realmente acontecem

A experiência no Senado Federal me mostra, diariamente, o papel central da política na dinâmica do País.
A despeito de todas as críticas que se pode fazer em relação ao universo político (algumas das quais muito justas, por sinal), o fato é que é lá, na política, que as coisas realmente acontecem: Obras, serviços, ações públicas com potencial para transformar vidas.

O que eu entendi ao longo desse mandato é que se um bom brasileiro quer mudar o País, ajudar as pessoas e fazer o desenvolvimento acontecer em sua região, é na política que ele deve estar.

Pois é nela – repito – onde as ideias se materializam.

E é nela que devem ficar os homens e mulheres que desejam trabalhar para o Brasil.

Como empresário, e agora como político, procuro reunir, dentro de minha cabeça e coração, duas condições essenciais: a junção da vontade de seguir ajudando a Paraíba e (me perdoem a imodéstia) a capacidade de fazer.
Digo e repito: minha disposição de continuar atuando em favor do meu Estado é gigantesca. Poucas coisas, nesta altura da vida, poderia me dar mais satisfação do que falar em nome dos paraibanos e representar suas demandas e interesses.

E quero crer que minha trajetória de vida – da infância iluminada pelo lampião, da juventude descalça e dos bancos das feiras até aqui – comprovam minha capacidade de superação e a força férrea de fazer as coisas acontecerem; as engrenagens se moverem.

Essa é minha essência. É quem eu sou. E os que ainda não me conhecem, deixo que minha história fale – alto – por mim. Uma história que sigo construindo com fé em Deus e na força do meu trabalho.
Até 2017.

Um ano em que teremos muito trabalho para consolidar a volta do Brasil – e da nossa Paraíba, banhada pelas águas da Transposição – nos trilhos sólidos do desenvolvimento.

Outras Postagens