07 de dezembro de 2016 - 23:07

última hora
02/12/2016 às 07h32

Polícia Federal prende prefeita na 2ª fase da Operação Sevandija

Prefeita Dárcy Vera em depoimento na Procuradoria Geral do Estado em SP (Foto: Reprodução/EPTV) Prefeita Dárcy Vera em depoimento na Procuradoria Geral do Estado em SP (Foto: Reprodução/EPTV)

A prefeita de Ribeirão Preto (SP), Dárcy Vera (PSD), foi presa na manhã desta sexta-feira (2) durante a Operação Mamãe Noel, deflagrada pela Polícia Federal e pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público (MP).

A prisão integra a segunda fase da Operação Sevandija, que investigou fraudes e desvios de dinheiro em contratos de licitações de R$ 203 milhões na Prefeitura de Ribeirão.

Também foram presos nesta sexta-feira Sandro Rovani da Silveira Neto e Maria Zuely Alves Librandi, ex-advogados do Sindicato dos Servidores Municipais, e o ex-secretário Marco Antônio dos Santos, que chefiava a Companhia de Desenvolvimento Econônimo (Coderp).

Todos foram levados para a sede da PF em Ribeirão. Dárcy deve ser transferida para a capital paulista, uma vez que, apesar das investigações do Gaeco, o processo contra ela é analisado pela Procuradoria Geral do Estado.

Em nota, a PF informou que o nome desta fase – Mamãe Noel – se deve às evidências de que Maria Zuely repassou, entre 2013 e 2016, mais de R$ 5 milhões aos demais denunciados, em dinheiro e cheques. O valor teria sido desviado dos cofres públicos.

A PF comunicou que outros mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão são cumpridos, mas não especificou quantos. A nota diz apenas que são apurados crimes de peculato, falsidade ideológica, uso de documento falso, corrupção passiva e ativa.

“Os fatos apurados baseiam-se em provas obtidas por meio da análise e investigações realizadas nos materiais apreendidos e depoimentos colhidos após a deflagração da primeira fase da Operação Sevandija”, diz a nota.

Dárcy foi presa na casa onde mora, no bairro Ribeirânia, por volta de 6h, e levada à sede da PF em Ribeirão, mas deve ser levada para São Paulo ainda nesta sexta-feira, uma vez que tem foro privilegiado. Por volta de 8h, advogados dela estiveram na residência para buscar pertences pessoais da prefeita.

G1