05 de dezembro de 2016 - 07:31

última hora
29/11/2016 às 16h05 • atualizado em 29/11/2016 às 16h06

Zezé e Luciano fazem acordo milionário com ex-sanfoneiro

rcc_2988

Zezé Di Camargo e Luciano entraram em acordo com Elias Flores Rezende, ex-sanfoneiro dos sertanejos, após processo movido pelo músico em 2010. Elias moveu uma ação contra a dupla e a empresa ZCL Produções depois de sofrer um acidente, em 2007, e entrou com pedido de direitos trabalhistas. No incidente, Elias perdeu a audição do ouvido direito.

No site do Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande do Sul consta que o acordo ficou em R$1.75 milhão, além dos RS 35 mil referente aos custos da ação. Andiele de Lima Vieira, mulher do músico, confirmou ao EGO o valor de R$1,75 milhão. “Ele ganhou em primeira instância aqui, aí foi acertado certo valor. Mas vai protocolando, e se arrastou até agora. Era acima de R$ 2 milhões, mas muitas coisas mudaram na lei deste então. Então fizeram esse acordo”, afirmou.

O advogado da dupla, Adriano Silveira, não confirmou o montante e preferiu não falar em valores. “Por respeito aos interesses das partes e até mesmo por uma questão de segurança, preferimos não divulgar os valores envolvidos, só podendo afirmar que a condenação foi expressiva, embora menor do que foi divulgado, e o pagamento do acordo se dará em várias parcelas”, afirmou Silveira.

Questionado sobre a demora para o desfecho do processo, o advogado explicou. “O fato é que a demanda já tramitava há alguns anos, sendo a demora razoavelmente normal para casos desta natureza, variando de região para região, de vara para vara, juiz para juiz, etc, sendo que poderia se arrastar por mais alguns anos caso as partes não fechassem o acordo”, explicou.

Opção por acordo foi dos sertanejos, diz advogado
Adriano ressaltou ainda que ainda não havia decisão definitiva no processo, conforme divulgado anteriormente. “Nem sobre o Mérito (se há ou não direito a ser tutelado), tampouco sobre o montante da condenação liquidada. Porém, por questão de estratégia a empresa ZCL (da qual a dupla é sócia) optou por celebrar o acordo a fim de encerrar a questão”, ressaltou.

O advogado ainda fez questão de destacar uma solicitação da dupla sobre o caso. “A pedido de nossos clientes gostaria de frisar que este tipo de demanda não é exclusividade da dupla, sendo que empresas em geral, pessoas físicas e até artistas sofrem demandas de tal natureza, existindo decisões favoráveis tanto para o lado dos trabalhadores quanto das empresas”.

Sem mágoas
Andiele destacou que o marido não ficou com nenhuma mágoa da dupla. “Ele sempre fala muito bem do Zezé. A única coisa é que tem um escritório por trás de tudo isso. Não é nada contra a pessoa Zezé e a pessoa Luciano. Mágoas não existem”, ressaltou ela.

Ela ainda falou sobre a atual situação profissional do marido e seus planos para o futuro. “Ele está dando aulas em casa de acordeon. Quando a pessoa perde um ‘pedaço’ do trabalho, a audição, as portas se fecham. MAs agora ele quer realizar projeto dele, mas isso será ao longo do ano”, destacou.